Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Chip nos Animais de Estimação

O vosso animal tem chip? O que pensam sobre a colocação de chips nos animais de estimação?

microchip-para-caes-e-gatos

 

O MicroChip permite a fácil e rápida Identificação Eletrónica em Animais de Estimação.

Independentemente do seu animal de estimação ser a sua companhia ele deve ser permanentemente identificado através de um microchip.

 

O que é um Microchip?

Um microchip é um dispositivo que permite a identificação do seu animal de estimação, em variadissimos casos.

Do tamanho de um bago de arroz, o Micro Chip deve ser introduzido, usando agulha própria esterilizada, debaixo da pele do seu animal no lado esquerdo da base do pescoço.
Pode ser aplicado em cães, gatos, animais exóticos e roedores.

O microchip deve ser unicamente aplicado por um Médico Veterinário.
A aplicação de microchip é obrigatória para todos os animais nascidos após 1 de Julho de 2008, de acordo com o Decreto-Lei n° 313/2003, de 17 de Dezembro. Até então apenas era obrigatória a sua aplicação no grupo de animais considerados potencialmente perigosos.


Quais as vantagens do Microchip?

Aquando da aplicação do microchip pelo seu Médico Veterinário, é preenchido um formulário completo incluindo os seus dados pessoais

 

Nome completo,
morada,
contactos telefónicos
e-mail

dados do seu animal

Nome,
LOP,
raça,
sexo,
data de nascimento

bem como os dados do seu Veterinário.

 

Essa ficha vai ser registada numa das duas entidades existentes em Portugal:

(SIRA) No caso da base de dados do Sindicato dos Médicos Veterinários ( SIRA), aquando do desaparecimento de um animal, é efectuada uma comunicação ao Sindicato dos Médicos Veterinários que emite uma circular com o nº do chip e os dados do animal desaparecido a todas as clinicas veterinárias.


(SICAFE) Foi criado pelo Estado o Sistema de Identificação de Caninos e Felinos (SICAFE), que estabelece as exigências em matéria de identificação electrónica de cães e gatos, enquanto animais de companhia, e o seu registo numa base de dados nacional.


Todas as entidades Veterinárias têm um leitor de Microchip, permitindo detectar e identificar um animal desconhecido.
Vantagens em ter Microchip:

Prevenir e combater o abandono de animais
Controlar a detenção de animais perigosos e potencialmente perigosos, controlando dessa forma a criação de animais por criadores não registados.
(os animais pertencentes a este grupo, obedecem a regras mais restrictas – consulte-nos para mais informação)
Permite encontrar e identificar o seu animal de estimação em caso de perda, fuga ou acidente.

Parabéns, Kika - 1 ano

A Kika a gatinha da nossa querida amiga IsabelJaiminho, fez aniversário, completou seu 1º ano de vida, vejam o bolo que bonito. É bom comemorar os aniversários dos nossos animais é sinal que estão conosco.

Parabéns, Kika, muitos anos de vida na companhia dos teus donos e dos teus amigos,

Laurinha e Jaiminho.

 

índice.jpg

índicef.jpg

 

índiceaa.jpg

 

Bulldogs em risco devido a alterações genéticas artificiais

 

bulldog-ou-buldogue-2.jpg

 

Um trabalho académico desenvolvido na Universidade da Califórnia concluiu que existe uma falta de diversidade na raça bulldog, devido às alterações genéticas feitas ao longo do tempo.

O bulldog inglês tem uma diversidade genética muito baixa devido à "pequena quantidade de população fundadora" e às "alterações genéticas artificiais". O resultado surge num estudo publicado, esta semana, na revista "Canina genética e Epidemiológica", desenvolvido por três investigadores de medicina veterinária, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos da América.

 

Esta falta de genes representa um enorme desafio para os criadores da raça, que esperam reintroduzir, de forma natural, traços genéticos mais saudáveis na população, uma prática chamada reprodução inversa. "Vai ser difícil, ou praticamente impossível, voltarmos atrás", disse Niels Pedersen, um dos autores do artigo, à "National Geographic".

 

Esta falta de diversidade deve-se à combinação entre o reduzido número de animais fundadores da raça e às alterações genéticas provocadas. Os cientistas acreditam que os bulldogs modernos resultam de uma população fundadora de apenas 68 animais. Com o passar do tempo, a raça foi perdendo ainda mais diversidade. Para terem os rostos pequenos, o corpo atarracado e a pele enrugada passaram a ser escolhidos de forma seletiva.

 

Os bulldogs ingleses apresentam, cada vez mais, problemas de respiração, pele e muitos deles não podem acasalar de forma natural ou dar à luz. Se os problemas de dificuldade respiratória começarem cedo, é improvável que vivam mais do que cinco anos.

5 Curiosidades sobre Animais

E como hoje é sexta é dia das 5 curiosidades sobre animais, desejo um Bom fim de semana a todos os membros, leitores e visitantes. Divirtam-se!

Participem também, é só deixar um comentário a dizer qual animal gostaria de ver nas curiosidades e será publicado na próxima sexta.

 

1- O período de gestação de um tubarão fêmea pode atingir os 2 anos.

tubarão-tigre.jpg

 

2- Koalas nunca bebem água, eles apenas absorvem o líquido presente nas folhas de eucalipto.

koala_ecalypt.jpg

 

3- O avestruz possui o olho maior do que seu próprio cérebro.

fotos-de-avestruz.jpg

 

4- Estrelas-do-mar não têm cérebros.

dreamstime_xl_52616394.jpg

 

5- Elefantes são os únicos animais que não conseguem pular.

elefantes.jpg

 

Pág. 1/10