Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Cuidados com o gato no inverno


A temperatura normal dos gatos é entre 38 e 39 °C, o que significa que se está 7 graus lá fora eles vão precisar queimar muita energia para manter o corpo 31 graus mais quente. Um estudo da Universidade de Liverpool publicado em maio desse ano provou que os gatos comem 15% a mais no inverno.
Isso acontece, segundo os pesquisadores, porque além da queima de calorias para manter o calor, no verão os gatos ficam mais “moles” e tendem a fazer menos exercícios, então por consequência estão mais ativos no inverno, as brincadeiras duram mais tempo e eles gastam ainda mais energia. Se seu gato tem ração à vontade, só certifique-se de que o prato esteja sempre cheio. Mas se ele come quantidades limitadas, aumente as porções ou a frequência da alimentação.
Outro cuidado especial no inverno é a quantidade de água que eles ingerem. Como nós, eles muitas vezes bebem menos água quando está frio, o que é especialmente perigoso não só por risco de desidratação mas porque pode enfraquecer o sistema imunológico. É recomendado ter mais de um pote de água pela casa, colocadas no caminho do gato ou em seus lugares preferidos para incentivá-lo a beber mais.
E se você mora em uma região realmente fria, preste atenção à temperatura da água. Como o metal é um condutor térmico, prefira vasilhas de cerâmica grossas que isolam o frio do ambiente. Além disso, uma vasilha mais escura ajuda a absorver o calor do sol e evitar que a água fique congelante.

Boas notícias para os nossos Amigos Animais

Governo reserva 1 milhão de euros para criação de centros de recolhimento de animais abandonados

10set2013---1378821495849_956x500.jpg

 

O Governo aceitou avançar com a proposta do PAN e vai dar um milhão de euros para iniciar a construção de canis municipais em 2017, anunciou o partido. Já a redução da a taxa do IVA sobre a alimentação animal, também sugerida na discussão do Orçamento do Estado para 2017 na especialidade, não irá avante.

 

Esta proposta de alteração “prevê apoios aos municípios na construção de Centros de Recolha Oficial de Animais”, os chamados canis municipais, uma medida que deverá ser aprovada durante a votação na especialidade da proposta de OE2017, indicou o partido Pessoas – Animais – Natureza, em comunicado.

 

A lei já existente inclui medidas para a criação de uma rede de canis, estabelece a proibição do assassinato de animais abandonados como forma de controle da população e considera como “um dever do Governo, em colaboração com as autarquias locais, promover a criação dessa rede”.

 

De acordo com o PAN, o objetivo desta medida não é financiar todos os canis, até porque o valor atribuído é “ainda insuficiente”, mas antes “incentivar os municípios a criar condições técnicas e materiais dignas para receber os animais”.

 

8 coisas que os gatos fazem e que os tornam pets maravilhosos

gato-livro-640x426.jpg

 

1. O gato simplesmente ama deitar em cima do jornal, revista, tablet e teclados de computador, principalmente quando percebe que você está dando mais atenção ao objeto do que a ele.

 

2. Gatos “beliscam” durante todo o dia, ao invés de comer toda a comida do pote em uma vez só. Porém, se recusam comer ração velha. Se for comprar sacos grandes de ração, é necessário conservá-lo bem se não acabará jogando a ração fora por que o seu felino não irá comer a ração. Siga essas dicas para conservar a ração do seu gato.

 

3. Muitos gatos têm pavor de aspirador e secador de cabelo. Quando o vento desses objetos sopra neles, então, pode ser um trauma e tanto. Por esse motivo, mantenha seu gatinho longe de aspiradores e secadores ligados.

 

4. Por algum motivo, os gatos possuem um dom incrível de constranger visitas que não gostam de animais. Estas pessoas certamente sairão de sua casa cheias de pelos, pois o gato fará questão de se esfregar e pular em seu colo. Em contrapartida, quando o visitante se disser apaixonado por felinos, o gato provavelmente irá ignorá-lo ou tratá-lo com certo “desprezo”.

 

5. Os gatos amam tanto os seus donos que copiam as suas rotinas diárias. Vão dormir no mesmo horário, comer na mesma hora e até alinham o horário de ir a casa de banho com o  dono.

 

6. Para eles, comida e caixa de areia têm algo em comum: você deve estar sempre pronto para encher sua taça ou limpar sua sujeira. Caso o contrário, ele miará até conseguir o que quer.

 

7. Você pode gastar com brinquedos chiques e camas, mas o seu gato sempre vai preferir uma caixa. Seja pequena ou grande, de papelão ou de madeira, a caixa é o objeto favorito do gato.

 

8. Depois de adotar um gato, você logo perceberá que foi ele que te adotou (e não vice versa) e que é ele quem manda em todos na casa incluindo você, suas visitas, outros animais, etc. Mesmo assim, você será mais feliz do que era antes de trazê-lo para a sua casa e provavelmente adotará mais gatos ainda.

 

Mais um motivo para abraçar seu cão hoje

Desde o início dos tempos, o cão é considerado o melhor amigo do homem. E embora a sua função tenha mudado ao longo da nossa evolução, o seu posicionamento como o nosso melhor amigo sempre se manteve.

abraço-pessoa-cão.jpg

 

O cão é um amigo que podemos confiar e abrir o nosso coração. Ele está sempre ali, a ouvir e  apoiar nos diversos momentos – positivos e negativos – de nossas vidas.

O cão, quando está conosco, simplesmente nos escuta. Ele não está preocupado no que vai “falar” para não ficar chato, no tempo que você demora, ele está preocupado em ficar perto.

 

E embora encontremos apoio em amigos e familiares, a presença de um cachorro é algo que nos traz conforto, pois ele ama incondicionalmente, independente de quem você é, do que você pensa, acredita ou de quem você gosta.

 

“Um cão não liga se você é rico ou pobre. Esperto ou não. Inteligente ou não. Dê o seu coração e ele dará o dele. De quantas pessoas podemos dizer o mesmo? Era realmente muito simples, mas nós, humanos, tão sábios e sofisticados, sempre tivemos dificuldades para ver o que realmente importa e o que não importa.” – John Grogan, autor, Marley e Eu.

 

Eles estão preocupados com o nosso bem estar. Aliás, estudos revelam que os cães se aproximam de pessoas que estão tristes, como se o fizessem para que elas se sentissem melhor.

 

Pág. 1/7