Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Nunca ofereça pipoca ao seu cão

Estamos prontos para ver um filme sentados no sofá com um grande balde de pipoca. Quem poderia ser melhor companheiro para uma tarde ou noite de cinema que o seu cão? Ele ficará deitado ao seu lado, não irá interromper, não contará o final do filme e não dirá nada se tiver medo. Mas por nada neste mundo compartilhe sua comida com ele durante essa atividade.

palomitas-.jpg

 

Nos dias frios, chuvosos ou de férias, podemos aproveitar o nosso tempo com aquele que está sempre ao nosso lado: o nosso cão. Sem dúvida é a melhor opção para o inverno ou para quando não temos dinheiro para ir a festas. E quando pensamos em um filme, automaticamente nos imaginamos com um enorme pote de pipoca, crocante, quentinha e saborosa. E é nesse momento que surge uma dúvida: podemos oferecê-la para o nosso cão?

 

Como primeira medida, devemos lembrar que não podemos dar ao nosso cão os mesmos alimentos que comemos. No caso da pipoca, não é algo muito nutritivo (nem para humanos e nem para cães). É importante salientar que, além da pipoca com manteiga, o sal ou açúcar adicionados ao alimento podem causar danos à saúde digestiva do animal. A ingestão excessiva pode causar intoxicação, vômito ou diarreia.

 

A ingestão de pipoca também oferece risco de asfixia, especialmente no caso de cães pequenos. Os grãos maiores podem ficar presos na garganta, já que é provável que o animal não os mastigue. Além disso, os grãos de milho que não estouraram podem ficar presos nos dentes ou nas vias aéreas.