Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Não Abandone: Você é a vida dos seus Animais

Os animais não são mobília. Não são brinquedos, objetos descartáveis ou decoração velha. Os animais não se podem deitar fora quando já não precisamos deles, quando nos estão a incomodar ou quando se tornam um peso que não previmos.

abandono

Todo o ambiente que rodeia um animal o afeta emocionalmente (e fisicamente), pelo que é preciso ter um grande cuidado, respeito e consideração por eles. Pela vida deles. No entanto acabam abandonados, todos os dias aparecem novos casos. Fica no ar a pergunta que é… como é possível abandonar assim os animais?

Aqui no blog procuramos sempre abordar de uma forma moderada o conceito de amigo dos animais. Pergunto como é possivel abandonar o nosso melhor amigo? Será que deixou de repente de ser nosso melhor amigo? São várias perguntas que penso sobre isso mas não consigo compreender o porque do abandono. Há tantas soluções para diferentes situações que o abandono não pode existir.

Por exemplo, se o seu animal está idoso e precisa de cuidados, porque não damos esses cuidados e atenção ao nosso amigo? Ele já nos deu tantos momentos de alegria não merece ser abandonado no momento que mais precisa. Acho que quando se ama e a amizade é verdadeira a palavra abandono não existe. E se um dia existir é porque a amizade e o amor nunca existiu.

Se por acaso acontecer de termos menos condições de manter o nosso amigo de estimação, façam como eu, procurem soluções mais económicas. E não desistam do vosso animal. Sejam persistentes porque alguma solução há de existir. Quem ama, cuida por isso cuide dos vossos animais de estimação.

Anna Breytenbach consegue comunicar com os animais

Anna Breytenbach tem demonstrado uma incrível capacidade de comunicar com os animais ajudando veterinários a diagnosticar animais feridos, descobrindo mágoas do passado dos animais com comportamentos agressivos ou tristes ela descobre que essa agressividade e tristeza tem razão de ser e faz parte de experiências passadas com os humanos e agora ela ensina as pessoas a comunicar com os animais usando a sua intuição.

Anna 

 Os comunicadores de animais são pessoas que podem perfeitamente comunicar com um animal assim como fariam com um ser humano. A comunicação é telepática e bidireccional; podem “falar” (através do envio de pensamento para o animal) e “ouvir” (ao receber o pensamento do animal).

Os comunicadores de animais existem há muito tempo, provavelmente em cada cultura no mundo. A comunicação entre espécies, é um fenómeno real. Estes comunicadores de animais são capazes de obter conhecimentos sobre os animais acerca do seu passado e do seu presente que de outro modo eles não poderiam saber.

A verdade do porquê os gatos ronronam

“Porque estão contentes”. Foi o que você ouviu e acreditou a vida toda, não é?

Pois surpreenda-se: o ronronar é muito mais complexo do que isso, a ponto de vivermos lado a lado e ainda não sabermos com certeza o que ele é. As teorias vão desde comunicação até, acredite, auto-cura.

É verdade que os gatos ronronam quando estão a gostar do carinho no queixo ou da comida preferida, só que eles também ronronam quando estão feridos e com dor. Um gato pode ronronar até quando está à beira da morte.


Além disso, as gatas ronronam quando estão dando a luz e cuidando dos bebês. O gatinho, inclusive, aprende a ronronar pouco depois de nascer – e essa vai ser sua principal forma de comunicação com a mãe.


E é por isso que é tão difícil entender o significado do ato – porque ele é observado em situações completamente opostas. Os cientistas e comportamentalistas chegaram a algumas teorias:


1 – Comunicação

O ronronar pode ser uma forma de dizer “estou aberto a receber atenção e contato seu”. Em outras palavras, o gato está lhe deixando tocá-lo e manipulá-lo. Isso explica porque eles ronronam quando querem carinho (“estou amigável, pode continuar”), quando estão com a mãe (“quero atenção”) e quando estão feridos (“aceito sua ajuda”).


2 – Forma de se acalmar

Como o ronronar é o primeiro som que os gatinhos ouvem, e ele é associado aos cuidados da mãe – um estímulo positivo, pode ser uma forma de o gato tentar se acalmar. Seria uma atitude para incitar o relaxamento, o jeito deles de “respirar fundo”. Então faz todo o sentido que os gatos também tenham um mecanismo para se acalmar.


3 – Auto-cura

Não é ficção científica, o ronronar realmente tem poderes de cura. As vibrações do “ronronron” estão entre 25 e 150 Hertz, uma frequência que comprovadamente ajuda a aumentar a densidade óssea, combater dispneia e fortalecer ou até regenerar tecidos.


Isso explica não só o porquê de os gatos ronronarem, mas também o porquê de eles terem muito menos problemas ósseos, ligamentares, musculares e pós-operatórios do que os cães. E mais: o ronronar também traz esses benefícios para a pessoa (ou outro animal) que está em contato com o gato.


Por fim… a verdade mais aceita… é que o real motivo seja uma mistura dos três.

Os gatos ronronam para se comunicar, acalmar e curar. Ou, pelo menos, é isso o que se pode deduzir com o pouquíssimo que conhecemos do mundo fantástico dos nossos amigos peludos.

L’Oréal usa pele humana 3D para evitar testes em animais

A marca de cosméticos francesa L’Oreal, em parceria com a startup Organovo, especializada na impressão de componentes orgânicos, criou uma nova forma de aplicar os seus produtos em alternativa aos testes em animais. A rede pretende usar a pele humana impressa em 3D para testar os seus cremes e outros produtos de beleza.
 


Esta não é a primeira vez que a L’Oreal procura alternativas para as experiências com animais. Logo nos anos 80,  já começou com experiências para cultivar derme. Por isso, a marca  juntou-se com a Organovo para encontrar uma maneira de realizar impressões 3D de tecidos vivos que possam ser usadas para testar toxicidade e eficácia dos seus produtos.


No método atual, as amostras de pele são cultivadas por meio de tecidos doados pelos pacientes de cirurgia plástica na França e depois são cortadas em fatias finas, que são desmembradas em células. Então, as células são colocadas em badejas, alimentadas com uma dieta especial, patenteadas e expostas a sinais biológicos que irritam a pele real.


Nos próximos cinco anos, a marca francesa tem como objetivo agilizar e automatizar a produção de pele. Os estudos serão feitos nos laboratórios da Organovo e no novo centro de pesquisa da L’Oreal na Califórnia.


Girafa branca rara descoberta na Tanzânia

Omo, uma girafa de 15 meses com pelagem branca – parece que foi branqueada, aliás – foi descoberta no Parque Nacional de Tarangire, na Tanzânia. A girafa é bastante rara e sofre de leucismo, uma condição que resulta na perda parcial da pigmentação e pode ocorrer em vários outros animais, como tigres, leões, crocodilos, pavões ou cangurus.


A girafa foi encontrada por Derek Lee, cientista e fundador do Wild Nature Institute. “A Omo parece dar-se bem com as outras girafas, uma vez que foi sempre vista num grupo grande de vários outras girafas coloridas. Não parece que se preocupem muito com o facto dela ter outra cor”, explicou Derek ao Bored Panda.


“Estamos a trabalhar com os nossos parceiros na conservação das girafas e [políticas] anti-caça, para darmos a Omo e os seus familiares uma melhor hipótese de sobrevivência. Esperamos que ela vive uma vida longa e, um dia, tenha filhotes”, continuou o cientista.


De acordo com o responsável, as girafas adultas são muito vezes mortas para fornecerem alimento a humanos, e o facto de Omo ser diferente poderia, facilmente, fazer dela um alvo. Conheça melhor o Wild Nature Institute e o seu trabalho no campo.

Formas de ajudar Associações de Animais

Muitos de nós gostaríamos de ajudar cães, gatos e outros animais resgatados que vivem no canil ou gatil da nossa zona, mas na realidade isso pode ser muito difícil.

maopata.jpg.jpg

Doar dinheiro seria a opção mais fácil, mas a nossa conta bancária nem sempre o permite. Outra opção é doar o nosso tempo, mas nem todos têm horas disponíveis para dispensar. Não desesperes, há muitas maneiras de ajudar associações de animais sem investir uma tonelada de tempo, dinheiro ou energia.


Deixamos-te 5 pequenas coisas que podem fazer uma grande diferença em associações de animais:


1 – Espalha a palavra

Pendurar cartazes ou distribuir panfletos sobre eventos ou fotografias de animais para adopção em clínicas veterinárias, lojas para animais, parques ou cafés. Partilhar no teu perfil do Facebook, Pinterest, Twitter ou outras redes sociais fotografias de animais que estejam para adotar nas associações de animais da tua zona.

2 – Passeia cães e dá carinho a gatos

Muitas vezes as associações têm poucas pessoas para exercitar os animais e socializar com eles. Se és bom com cães doa uma hora da tua semana (ou mais!) para passear um. Tempo de brincadeira tem enormes benefícios psicológicos e físicos para os animais que estão à espera de ser adotados.

Se és mais uma pessoa de gatos, não te preocupes, eles também precisam de socializar! Carinho, brincadeira e interacção com pessoas prepara-os para a sua nova casa, quando forem adoptados.

3 – Recolhe material

Da próxima vez que fores ao supermercado compra comida, trelas, produtos de limpeza, brinquedos ou areia para gatos e doa-os a uma associação.

Se já não precisares de alguma coisa que tenhas em casa pensa se isso não será útil a uma associação. Por exemplo, sofás, almofadas, mantas, toalhas ou peluches podem ser utilizados. Fica atento se algum amigo ou familiar já não precisa desse tipo de coisas também.

4 – Usa os teus talentos especiais

Jeito para a costura: Cria brinquedos caseiros ou panos para camas, utilizando T-shirts, jeans ou cobertores antigos. Podes costurar “Adota-me” em coletes ou lenços para que os animais que estão para adoção ??usem enquanto estão fora em passeios ou eventos.


Jeito para a bricolage: Ajuda em pequenas reparações ou melhorias nos abrigos para animais resgatados.

Contabilistas e advogados: Se tens alguma destas formações podes ajudar as associações a manter tudo organizado e dentro da lei.

Treinadores: Se tens formação em treino de cães podes ser uma enorme vantagem para uma associação. Um comportamento mais equilibrado torna os cães muito mais “adotáveis”.


Web designers: As associações precisam de actualizações constantes nos sites, como por exemplo, colocar informações sobre animais para adotar, eventos, pedidos de doações ou apenas dar um aspecto profissional ao site.

Especialistas em Redes Sociais: Esta é uma área é essencial para as associações espalharem a palavra sobre animais que têm para adoção. Alguém com conhecimento em Facebook, Twitter ou Pinterest, com habilidade para escrever e agendar actualizações, pode ser gerar um grande aumento de adoções bem sucedidas.

Fotógrafos: Imagens de alta qualidade fazem uma grande diferença na rapidez com que os animais são adotados.

5 – Família de acolhimento temporário

Estar num canil ou gatil pode ser muito stressante e triste para os animais, além disso são locais que enchem muito rápido. Encontrar casas temporárias enquanto os animais estão à espera de ser adoptados liberta espaço para animais acabados de ser resgatados.

Esta pode não ser uma maneira muito fácil de ajudar, mas poderá ser uma das mais importantes.


Perdeu o seu cão ou gato? Tenha cuidado, muito cuidado!

Burlões estão a usar contactos disponibilizados na Net ou em cartazes nas ruas que dão conta de animais desaparecidos. Dizem pertencer a canis e pedem pagamentos antecipados para devolver o animal e evitar o abate. Há relatos em várias cidades do país. Não pague para reaver o seu animal perdido.
Perdeu o seu cão ou gato
Perdeu o seu animal de estimação e já foi à polícia e ao canil municipal e ele não apareceu. Para muitas pessoas, o passo seguinte é espalhar cartazes pela zona onde o bicho desapareceu e pela Internet com uma fotografia do animal perdido e um contacto para alguém que o tenha visto ou recolhido poder devolvê-lo ao seu dono. O processo tem muitas vezes resultados positivos, mas está a ser usado por burlões que já enganaram pessoas em todo o país.

Os burlões telefonam para o contacto dos donos dos animais desaparecidos, identificam-se como sendo de um canil municipal, dizem ter o animal em sua posse e estarem prontos para o devolver a casa, mas antes pedem que seja depositada uma verba numa conta bancária.

A denúncia desta prática foi feita pela Câmara Municipal de Oeiras (CMO), mas existem relatos da burla em outras cidades do país.

Segundo um comunicado da CMO, alguns munícipes já foram alvo desta prática, com os burlões a identificaram-se como sendo funcionários do canil municipal e dizendo que a única forma de evitar o abate e conseguir a sua devolução é fazendo uma transferência bancária de determinado valor.

“Acontece que estes animais não se encontram no CROAMO – Centro de Recolha Oficial de Animais do Município. Trata-se, sim, de uma burla que, segundo fomos informados, está a acontecer em vários municípios do país, devendo as pessoas em causa participar a ocorrência à PSP”, revela a CMO.

Ana Francisco, presidente da Focinhos&Bigodes – Associação Zoófila para Protecção de Animais Abandonados e Ambiente, confirma a existência desta prática em todo o país e revela que até uma funcionária da associação já foi alvo dos burlões, embora não tenha alinhado no esquema de pagamento.

“Há cerca de quatro anos houve muitos relatos desta prática, mas a rede de burlões acabou por ser desmantelada pelas autoridades. Agora parece estar a voltar em força”, revela Ana Francisco.

Também o site Encontra-me, especialmente vocacionado para ajudar a encontrar animais desaparecidos em todo o país, aconselha a que não se faça qualquer pagamento antecipado. “Se alguém lhe ligar a pedir dinheiro em troca da devolução do seu animal ou para evitar que o seu animal seja abatido pelo canil municipal, por exemplo, trata-se de uma tentativa de burla. Nenhum canil municipal nem nenhuma pessoa honesta faria este tipo de chantagem”, dizem.

No site, gerido pela Associação Pelos Animais, é ainda pedido que sempre que haja uma exigência de pagamento antecipado esta seja denunciada à PSP ou GNR.

Para quem perder o seu animal, a presidente da Focinhos&Bigodes recomenda alguns passos que considera fundamentais: ter sempre um chip de localização no animal, participar o desaparecimento ou roubo às autoridades (PSP ou GNR), contactar os canis municipais e publicitar o mais possível nas ruas e na Internet o desaparecimento.

Ana Francisco diz que a publicidade online e nas ruas “continua a ter resultados muito positivos”, mas pede “todo o cuidado aos proprietários” e, acima de tudo, que "nunca façam qualquer pagamento".

Os responsáveis pelo site Encontra-me, onde está disponibilizado um vasto rol de aconselhamentos para quem perdeu um animal, sugerem ainda que os proprietários de animais desaparecidos “evitem encontrar-se sozinhos com alguém que afirme ter encontrado o seu animal”: “Leve um ou dois amigos consigo e marque um encontro num local público. Da mesma forma, evite andar sozinho à procura do seu animal, particularmente em locais que não lhe sejam familiares. Não convide ninguém para entrar em sua casa, a menos que conheça bem essa pessoa.”

Esconderijos mais criativos para gatos

Qual o esconderijo que vossos gatos escolhiam?

Esconderijos-mais-criativos-para-gatos-Blog-Animal

A Amizade entre um gato e duas porquinhas da india

A amizade entre Tico, Amélia e Babi são visíveis e bem interessantes.

Desde pequeno o Tico ficava quieto dentro da gaiola das porquinhas da india, na verdade ele não ligava muito...
 

Mas quando cresceu mais, coloquei o Tico perto da gaiola e reparei que ele abaixava a cabeça para a Amélia fazer festas e ele consolado deixava.

A Amélia até limpa os ouvidos do Tico. Imagino que a Amélia vê o Tico como um porquinho da india.

Parecem ser amigos de longa data.

Mas claro isso tudo com supervisão minha.

Feliz sábado para todos

O blog "Amigos dos Animais" deseja um feliz sábado para todos os membros e visitantes.
E não se esqueçam de mimar vossos animais de estimação.

Feliz sábado para todos