Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Wings of Rescue, os pilotos voluntários que salvam a vida de cães


A luta contra o abandono de animais não tem fim. Apesar dos esforços de muitos para acabar com esse mal, cada vez mais existem animais abandonados. Os centros de acolhimento estão lotados e muitas vezes têm mais cães do que eles poderiam acolher. O que acontece, então, com a superlotação de animais? Algo que a Wings of Rescue pretende evitar.

Vendo a quantidade excessiva de animais abandonados e o fim triste que lhes aguardariafoi criada a ideia original e sem fins lucrativos que permitirá proporcionar uma nova vida a esses animais que não podem permanecer mais nos centros de adoção.

Sozinho, Yehuda conseguiu salvar a vida de 300 cachorros, embora tivesse a sensação de que isso ainda não era o bastante. Por isso, pensou que talvez houvesse outros pilotos que também amavam os animais e que poderiam ajudá-lo. Com o seu avião particular, ele decidiu recolher cães que iam ser sacrificados para levá-los a outros centros de adoção, onde houvesse lugar e pudessem ser adotados.

Em 2009, criou o grupo Wings of Rescue. Hoje em dia já são mais de 30 pilotos comprometidos com essa causa. É claro que isso fez com que o número de animais ajudados fosse maior, já que saltou de 300 para 12 mil, graças ao Wings of Rescue.

Como funciona o Wings of Rescue?

Como todas as associações sem fins lucrativos, o Wings of Rescue depende de doações de pessoas, neste caso, que amem os animais.

Cada voo que transporta animais a ponto de serem sacrificados tem um custo de 80 dólares. Eles são cobertos graças às doações beneficentes. Não faz muito tempo que o Wings of Rescue, graças a essas doações, fez um transporte em massa de 250 cachorros de um centro de San Bernardino, na Califórnia até outros centros distribuídos por todo o país.

Este ano o Wings of Rescue tem como objetivo salvar mais 7 mil animais.

Essa é uma iniciativa que com certeza todos aqueles que amam os animais irão aplaudir. Esperamos que sirva de precedente para que mais pessoas com bom coração cedam seu tempo e energia para ajudar àqueles animais que aparentemente não têm mais saída.

7 coisas que os gatos não gostam



1 - Utilizar o w.c com areia acumulada de fezes e urina. A limpeza é essencial para evitar o contato com parasitoses e protozoários. Recomendo também aos proprietário que sempre utilize luvas para efetuar a limpeza.

2 - Utensílios como coleiras, roupas e laços podem ocasionar uma grande hipersensibilidade no animal, efetuando queda de pêlo local.

3 - Ingerir água parada. O felino por instinto possui o hábito de beber água corrente.

4 - Odores fortes como de alguns produtos de limpeza, sabão em pó e perfumes podem levar o gato a intensas crises respiratórias.

5 - Ficar no colo na posição sentado, com o dorso voltado para baixo, esta postura retira o animal da posição de defesa e equilíbrio em caso de queda.

6 - Mudanças bruscas de hábitos alimentares.

7 - Não manter o animal preso em ambientes pequenos. A necessidade de o felino se exercitar está relacionada ao seu metabolismo.

Não gosta do meu dono? Então afaste-se de mim

Os cães são capazes de sentir quando alguém não gosta de seu dono ou quando querem lhe fazer mal. Não é de estranhar essa reação dos cães, já que, de maneira inata, eles são leais a seu dono. Ele não gosta de quem não gosta do seu dono.
Não gosta do meu dono? 

Além disso, são capazes de chegar a nos amar com um amor superior ao que nós podemos sentir por eles. Por isso, não importa quem seja, se alguém não gosta de nós, terá também que se afastar de nosso cão. É um fato que foi comprovado cientificamente.

Até então se acreditava que a empatia era inerente apenas aos humanos. Mas alguns estudos e demonstraram que ela também existe nos cães.

Portanto, tenha cuidado na maneira como trata os donos de cães. É provável que o karma entre em ação e que o cão lhe trate exatamente como você tratou seu dono.
Os cães são incríveis para demonstrar sentimentos, sem importar o que tenham que fazer para demonstrá-los.

Porquinho da india - Limpeza do saco perineal


É muito importante ser feita em machos adultos onde a musculatura fica mais flácida e acumula mais detritos podendo causar impactação.
Limpeza deve ser feita semanalmente nos machos adultos.

Para fazer a limpeza coloque o porquinho com a barriga para cima. Limpe o saco perineal utilizando um cotonete embebido em óleo mineral. Delicadamente limpe as pregas retirando todos os detritos e o material fecal. Para facilitar a limpeza, antes coloque o porquinho com a região genital mergulhada em água morna durante alguns minutos para amolecer os detritos.

O melhor momento para fazer a limpeza é durante o banho. Primeiro faça a limpeza, amolecendo os detritos com água morna. Depois dê o banho. Como esses detritos e secreções podem causar mau cheiro, o banho dado logo depois vai evitar que o odor fique impregnado na pelagem.

Obrigado por sua lealdade


Os cães são conhecidos por sua lealdade e pelo que são capazes de fazer por nós. Estamos certos de que eles seriam capazes de dar sua vida por seus donos. Entretanto, isto é algo que só aprendem aqueles que tem a sorte de ter um cão como animal de estimação.




Você alguma vez já se perguntou de onde vem a lealdade dos cães? Lembre-se que eles vêm dos lobos, por isso quando o cão não é um líder, como acontece no caso dos cães domésticos, estes são submissos e, portanto, leais. Para eles é muito importante pertencer a um grupo, não importa se de pessoas ou de animais. É uma necessidade inata sentir-se parte de algo e acreditar que alguém os ama e os cuida.

Por outro lado, desde que os cães começaram a ser domesticados, eles criaram um vínculo especial com o ser humano que lhes fez entender e amar incondicionalmente a nós. Foi um presente, eu não estava totalmente certo mas lá estava você, foi um presente sem devolução. Meu amor pelos animais me fez ficar com você, e foi o melhor que eu fiz!

Obrigado, obrigado e obrigado. Hoje, você está velhinho, quase não pode se mover. Agora é o meu momento de te devolver tudo o que fez por mim. De demonstrar que sua lealdade será paga com minha lealdade. Não vou te abandonar vou te dar uma vida digna em todos os dias que ainda lhe restam.

Porque você merece, porque foi leal não sinta um peso, para mim é um prazer cuidar de você, te amar e te dar o melhor para que seja feliz. Não sei como vou me habituar a viver sem você, não sei se alguém jamais em minha vida tinha demonstrado o mesmo grau de lealdade que você demonstrou. Por isso, e por tudo o que me deu, por ter me feito tão feliz, obrigado, obrigado e mil vezes obrigado.

6 conselhos para proteger os seus animais do frio


Ao contrário do que possa pensar, os animais de companhia também têm frio. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto deixa algumas recomendações para que possa ajudar a sua mascote a lidar com a diminuição da temperatura que se vai fazer sentir nos próximos dias.


1. Recolher os animais no interior
Todos os animais devem ser protegidos. Contudo, os que não vivem no interior das habitações requerem uma atenção especial. Nestes casos, os donos devem tentar recolhê-los, fornecer-lhes abrigo ou casotas adequadas.

2. Ninho com mais conforto
O porte, a raça e a idade do animal são fatores que devem ser tidos em consideração. Os animais com idade igual ou superior a 8 anos, de pequena dimensão, de pelo curto ou com pouca gordura corporal são os que estão mais suscetíveis e os que sofrem mais com o frio. Para os proteger, pode colocar mais uma manta ou um cobertor no ninho ou vestir-lhes roupa, caso o animal aceite.

3. Escovar mais o animal
O pelo é a primeira barreira que os animais têm contra o frio, por isso é preciso ter cuidados redobrados com a pelagem. Nesta época não deve cortar o pelo do animal, mas escová-lo diariamente, ou sempre que seja possível, para que o cobertor piloso seja funcional e o animal consiga manter-se quente e enfrentar os meses mais frios.

4. Evitar banhos
O banho higiénico ou estético deve ser evitado durante o inverno por causa do risco de hipotermia. Além de que dar banho com muita regularidade prejudica o equilíbrio, provoca dermatites e coloca em causa a saúde do animal.

5. Alimentação reforçada
A alimentação deve ser reforçada durante o inverno, porque os animais tendem a queimar mais energia para se manterem quentes. Assim, se o seu animal não padece de obesidade ou de alguma patologia pode aumentar ligeiramente a ração. A hidratação é igualmente relevante e, por isso, deve incentivar a ingestão de água ao longo do ano.

6. Retirar animal do calor antes de o passear no exterior
Se passeia o seu animal deve ter alguns cuidados especiais antes de o levar à rua, principalmente se ele esteve em frente à lareira ou ao aquecedor. Nestas situações, deve afastar a mascote da fonte de calor, uma hora antes, de a retirar da habitação e agasalhá-la, para evitar que o animal ressinta a diferença abrupta de temperatura e contraia infeções respiratórias. É importante salientar que os animais não devem estar demasiado perto dos aquecedores ou lareiras pois podem sofrer queimaduras graves.

Micose de gato

A micose em gatos é causadas por fungos e pode ser considerada uma das infecção de pele mais comuns em gatos. Na verdade, existe um grupo com três gêneros de fungos que podem causar infecções dermatológicas tanto em animais quanto em humanos e que são chamadas de dermatofitoses.




Os gêneros  dos principais fungos que acometem os gatos são:

    As transmitidas de gato para gato ou de um cão para um gato

     As que os gatos se infectam devido ao solo  contaminado

    As que os gatos se  infectam através de contato com roedores.


Geralmente a micose atinge a camada superior da epiderme, que está em constante renovação. Estes fungos tem uma grande dificuldade de penetrar nos tecidos vivos de gatos que estejam com o sistema imunológico respondendo normalmente. Por isso a necessidade de cuidar da saúde do gato e supervisionar suas saídas. Aqui levo todos para passear na coleira.

Máquina distribuidora de ração para animais de rua

Existe máquinas distribuidoras para animais de rua, no Equador. Ainda que, na verdade, elas fossem apenas recipientes onde voluntários colocavam comida para os animais mais desamparados. Ora, na Turquia fizeram algo similar, criado por uma empresa chamada Pugedon.


São máquinas distribuidoras com alimento para cães e gatos de rua, mas com um acréscimo. Existem voluntários que se encarregam de colocar a comida nas máquinas. O custo dessas máquinas é coberto pela reciclagem de garrafas de plástico.

As garrafas que as pessoas querem reciclar são recolhidas e os fundos obtidos são destinados à alimentação dos animais de rua. Enquanto que, em alguns países, as pessoas queiram se desfazer dos animais que vivem na rua, em outros, como na Turquia, as pessoas buscam evitar que esses animais morram de fome e desidratados.

De fato, em Istambul, estima-se que haja aproximadamente 150 mil gatos e cães abandonados, e todos têm acesso a comida e água diariamente.

Esse projeto, criado pela empresa Pugedon, tem uma característica especial, já que o plástico que eles reciclam é o das garrafas d’água que bebemos quando andamos na rua. Muitas vezes, acontece que sobra água e jogamos na rua a garrafa sem pensar.

Pois bem, as máquinas distribuidoras da Turquia têm um buraco por onde você pode jogar a água e que vai diretamente dar de beber aos animais de rua. Além disso, ela dispõe de outro buraco para você jogar a garrafa vazia, que será recolhida pela empresa com a finalidade de arrecadar fundos e continuar alimentando os que mais necessitam.

Dois belos trabalhos em um só equipamento: alimentar os animais abandonados e manter as ruas limpas. Tomara que logo façam isso em todos os países do mundo!

É verdade que gatos tricolores só podem ser fêmeas?

Na realidade menos de 1% dos gatos tricolores podem ser machos. E isso só irá ocorrer por uma anomalia genética. Nesse caso o gato macho sempre será estéril.


Para entender como é definida a cor da pelagem dos gatos, primeiro é preciso saber duas coisas:

essa característica é herdada dos pais do animal e os genes das cores (preto, branco e amarelo) estão presentes no cromossomo X. Na reprodução, a fêmea passa para o filhote um cromossomo do tipo X e o macho pode enviar um X, dando origem a uma fêmea (XX), ou um Y, formando um macho (XY).

Cada gato, portanto, tem um par de genes relativos à cor e esses genes podem ser do tipo dominante ou recessivo. “Para uma fêmea ter três cores ela precisa possuir um cromossomo X com o gene amarelo e o outro X com o gene branco dominante”. No caso do macho, para ele ser tricolor, precisaria ter também dois cromossomos X (o com o gene amarelo e o com o branco), além do cromossomo Y, que o torna do sexo masculino. Isso resultaria numa aberração cromossômica. Quando tal raridade acontece, o gato tricolor (XXY) é estéril.

Erros na hora de escolher a ração do gato



Escolher pelo preço

É óbvio que não se deve escolher ração pelo preço, mas isso  é comum, principalmente quando o orçamento aperta. Só que  normalmente, quanto mais barata a ração menos proteínas da carne e mais grãos. E só para constar: grãos não fazem parte da dieta natural do gato.

Ignorar os termos Premium e Super Premium

Esses termos existem por uma boa razão: eles nivelam a qualidade do alimento. As rações Super Premium são as melhores, normalmente com uma porcentagem maior de proteína animal e mais equilibradas nutricionalmente. As Premium vêm em seguida e por fim as “normais”. Só que um outro erro comum é…

 Acreditar na embalagem

Não é porque o rótulo diz Super Premium que a ração é mesmo Super Premium. Também não é porque diz que mantém o seu gato saudável e que tem quibes recheados de carne que você pode acreditar. Só lendo as informações nutricionais para ter certeza, mas um bom indicativo é o aspecto da ração. Quanto mais seca e mais fácil de esfarelar for, pior ela é. No geral, rações Super Premium de verdade têm um aspecto úmido/oleoso e não esfarelam com facilidade.

Achar que grãos verdes são vegetais saudáveis

O verde é corante. Se fossem vegetais, seu gato provavelmente só comeria os grãos vermelhos. Rações coloridas estão entre as grandes vilãs da alimentação saudável pois são lotadas desses corantes. E corantes de cores que seu gato não enxerga, por sinal. Para ele, o vermelho, o bege e o verde se misturam no pratinho e vira tudo a mesma coisa. Além disso…

Achar que vegetais e cereais são saudáveis

Os gatos são exclusivamente carnívoros, o que quer dizer que num ambiente natural só comeriam carne e eventuais vegetais que estivessem no estômago da presa. Milho, arroz e soja são acrescentados à ração como complemento (pelas fibras, por exemplo) e enchimento (literalmente para encher o pacote) em quantidades muito acima do natural. Os gatos não precisam de tantos vegetais e não processam carboidratos como nós, então quanto mais produtos de origem animal no rótulo, melhor

 Achar que saqueta é mimo

Sachê, patê e latinhas são comida, são as chamadas rações úmidas. Não faz mal dar de mimo, os gatos amam e é uma opção saudável. Mas vale a pena inserir na alimentação regular do gato. As rações úmidas têm mais água na formulação e ajudam a manter o trato urinário dos gatos mais saudável. São ótimas para animais castrados, diabéticos e obesos. Na Europa e nos Estados Unidos, é mais comum alimentar os animais só com latinhas do que com ração seca. 

  Deixar o gato escolher

Quantas vezes você já não ouviu a frase “Eu dou essa porque ele gosta”? As piores marcas, para compensar o excesso de enchimentos e a falta de carne, são cheias de sal e aromas artificiais. Eles amam rações assim, mas elas são perigosíssimas para a saúde – principalmente para gatos castrados que podem ter problemas urinários. A mudança pode ser complicada já que muitos gatos literalmente viciam nas marcas ruins; faça a substituição de forma bem gradual e, se necessário, limite os horários de alimentação do gato para que ele fique com mais fome na hora de comer.