Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Radamenes, o gato enfermeiro

Radamenes é um gato que vive num abrigo para animais na cidade de Bydgoszcz, na Polónia.



Quando chegou ao abrigo, o gato sofria de um infecção respiratória grave e o prognóstico não era o mais favorável. Porém, quando os veterinários ouviram Radamenes ronronar decidiram salvá-lo e conseguiram. Desde então, o gato vive no abrigo.

Quando começou a melhorar e a recuperar forças, Radamenes começou a fazer companhia e a cuidar de outros animais doentes que também chegam ao abrigo.

As enfermeiras veterinárias dizem já que Radamenes é um enfermeiro a tempo inteiro e o gato é especialmente cuidadoso com animais que são sujeitos a operações, quer sejam cães ou gatos.

Radamenes é já a mascote do abrigo e por lá passará os seus dias a ajudar outros animais que precisam de cuidados.

Este é o Radamenes, o gato enfermeiro que cuida de outros animais. Um lindo gato pretinho com olhar meigo acompanha outros animais a dar carinho e esperanças.

Porque razão o meu cão come relva?



Entre as causas mais comuns para um súbito aumento de ingestão de relva por parte do seu companheiro de quatro patas, encontram-se:


• Uma tentativa de o animal se auto desparasitar. É que ao ingerirem matéria vegetal procuram eliminar os parasitas internos através do vómito. Um hábito que vem dos antepassados e com efeito praticamente imediato, quando a relva é ingerida em quantidade considerável.


• Uma forma de provocar o vómito para eliminar algo que o esteja a incomodar. Seja um mau estar de origem gastrointestinal (casos de cólicas, diarreias ou inflamações do estômago ou intestinos), sejam náuseas originadas, por exemplo, por ter andado de carro ou, mais simplesmente, por ter comido algo que o deixou enjoado.


• Uma necessidade de complementar a dieta alimentar. Esta situação verifica-se especialmente nos cães, dado que, ao contrário dos gatos, não são verdadeiros carnívoros.


• Um aumento de ansiedade. Em casos mais raros, a ingestão compulsiva de relva pode ser um comportamento que traduz ansiedade.

Presentes Indesejados

Quem tem gatos está sujeito a receber presentes indesejados. Não é raro o gato chegar todo feliz trazendo um rato, um pássaro, uma borboleta ou até uma barata. Alguns colocam o presente na porta, mas outros preferem entregar pessoalmente. Essa é uma demonstração de afeição e agradecimento.

Se para os gatos brincar com as presas é tão bom, porque não compartilhar esse prazer com quem eles gostam? Pena que infelizmente para nós isso não é nada agradável.

Já alguém recebeu assim desses presentes?

Brinquedos para brincar


Os gatos adoram brincar! Mas escolha com cuidado os brinquedos, estes devem ser macios para não magoar dentes e garras e grandes o suficiente para não serem engolidos pelo gato.


Qualquer objecto amarrado numa corda pode se tornar um grande atractivo. Mas cuidado!

Brinquedos com cordas só devem ser usados com a sua supervisão, o gato pode se enroscar nela ou até engoli-la, sendo necessário leva-lo ao veterinário porque a corda pode enrolar-se nos intestinos.

Uma pena também pode ser um bom brinquedo, pode fazer cócegas ao seu gato (cuidado com as garras) ou amarrar a pena numa cordinha para ele brincar atrás dela.

Os gatos também adoram bolinhas e brinquedos recheados com catnip. Mas normalmente estes brinquedos não duram muito, são destruídos ou perdem o interesse depois do cheiro do catnip passar.

Um tubo de papel higiénico vazio oferece horas de brincadeiras ao gato, assim como caixas de papelão se tornam excelentes lugares para ele se esconder.

2 regras a não esquecer ao brincar com gatos
 
1º Regra:
Nunca puxe a sua mão rapidamente quando sentir as garras ou dentes na pele. Se fizer isso, o gato só vai apertar ainda mais a pressão e os vestígios da brincadeira ficarão mais profundos e dolorosos. Mesmo se for difícil, aguente durante alguns instantes, logo depois as patinhas irão relaxar-se automaticamente e a boca vai se abrir devagar.

2º Regra:
Não fique logo ofendido, só porque foi arranhado uma vez. Se isso aconteceu, foi sem intenção por parte do gato e nesse caso seria injustiça mostrar-se ofendido. Ou então aconteceu porque irritou ou aleijou o gato e isso é ainda menos motivo para uma punição. Afinal de contas, ele agiu apenas em defesa própria.

Fotógrafa regista gatos pretos para incentivar a adoção

Uma boa foto pode ser a diferença entre ser adotado e passar a vida a espera num abrigo. Por isso a fotógrafa Casey Elise decidiu usar seu talento para ajudar um abrigo em Los Angeles, mas com um detalhe: ela registou apenas os gatos pretos.

Os pretinhos estão entre os menos adotáveis e, nos EUA, muitos são sacrificados por não encontrarem um lar. O objetivo de Casey é dar uma chance melhor para eles: “Com essa série de fotos, eu tentei registar a personalidade deles para quebrar o preconceito de que gato preto traz má sorte.

Gatos pretos são incríveis!”.

E, com tanta fofura, ela mostrou que azar mesmo é só de quem não tem um pretinho!

Pense na adoção, mude um destino!!!

adote-um-amigo.jpg


Adote esta ideia e partilhe!!!
Pense nisso: são dezenas, centenas, milhares e até milhões de animais abandonados nas ruas, abrigos, com protetoras... Animais maravilhosos, carentes, fieis, amigos, que sentem dor, fome, frio, calor, abandono...

Anjos que merecem ter uma segunda chance na vida, de ganhar um lar e uma família ao invés de morrerem abandonados ou amontoados, muitos nunca tiveram uma vida digna e feliz, muitos nunca foram amados, nasceram nas ruas ou foram abandonados provenientes de cria indesejável... Esterilize seu amigo!!!

A cada animal comprado um morre á espera de um lar, além de estarmos incentivando o comércio de animais, tiramos a chance de um outro que teve até o "azar" de nascer, tirando sua chance de conhecer o amor e a amizade verdadeira...

Por favor pensem nisso!!!!!
Amar um animal verdadeiramente é não limitar pela cor, raça, idade....
Amo verdadeiramente os animais e não tenho NADA contra animais de raça e que já foram comprados, mas quando decidir ter um outro amigo, pelo menos abra a cabeça para a possibilidade de adoção. Garanto que você irá amá-lo da mesma forma que ama seu comprado, mas com um sabor doce de ter salvado uma vida!!!! Adote!!!

Cão e pássaro brincam como se não houvesse amanhã

A amizade entre animais de diferentes espécies é uma coisa rara e, em alguns casos, vai contra todas as leis da natureza. No entanto, alguns animais surpreendem qualquer um ao demonstrar uma fidelidade e companheirismo à diferentes espécies, raças e, inclusive, tamanhos.

São laços entre animais diferentes que supostamente não devem desenvolver amizades.

Mas a verdade é que existem. E fora dos livros e filmes infantis.

Já vi uma amizade entre um papagaio e um pavão.

Curiosidades sobre o sono dos Gatos



1. Nem sempre  estão dormindo. 3/4 do tempo que passam dormindo, os gatos estão na verdade cochilando. Embora estejam realmente descansando num sono leve, estão ao mesmo tempo conscientes de tudo que acontece em volta e podem despertar num pulo caso sintam o cheiro ou ouçam o barulhinho. Por isso mesmo cochilando eles mexem as orelhas quando você chama (embora quase nunca respondam).

2. Quando estão dormindo de verdade, eles sonham. Já reparou os bigodinhos mexendo, as orelhas tremendo ou a ponta do rabinho pulando de um lado pro outro, as patinhas abrindo e fechando os dedinhos? Todos esses são sinais de seu gato está dormindo profundamente – e provavelmente sonhando! Com o que eles sonham ainda é um mistério! E caso esteja se perguntando, sim, eles também têm pesadelo, o que fica bastante evidente observando animais resgatados que passaram por traumas e têm o sono perturbado.

3. A posição de dormir tem a ver com o tipo de sono. Quando o gato está dormindo profundamente, normalmente está de barriga para cima, com a cabeça virada e queixo também para cima, ou todo enrolado, podendo até cobrir os olhinhos com o rabo ou a patinha. Quando está apenas cochilando, pode estar em absolutamente qualquer posição, como de barquinho (ou patinho – com as patas escondidas debaixo do corpo) ou até sentado, no peitoral da janela, em cima de uma árvore, numa caixa pequena demais para ele… Isso é possível porque quando o gato cochila seus músculos enrijecem para que ele não caia.

4. Gatos tem um ritual para acordar. E seguem o ritual à risca: piscar os olhos, bocejar, espreguiçar patas da frente, espreguiçar patas de trás, depois uma só pata de trás, depois a outra e depois lavar o rosto e tomar o banho da manhã.



5. Eles são crepusculares. Isso significa que os gatos são mais ativos durante o amanhecer e o crepúsculo, mas podem dormir e acordar cheios de energia a qualquer momento, inclusive às três da manhã para passar correndo pela sua cama. Ao contrário de nós, que dormimos oito horas seguidas, os gatos cochilam e dormem várias vezes por dia, totalizando de 16 a 20 horas de sono por dia. Mas… como amam muito seus humanos e querem passar conosco a maior parte possível de tempo, muitos gatos adaptam seu sono para coincidir com o nosso.

Pág. 3/3