Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

#Echaunapata, um raio de esperança para os abandonados


As redes sociais favoreceram muitíssimo os processos de adoção, já que estas trabalham na velocidade de um raio. Apenas compartilhar uma foto é suficiente para se ter centenas de “likes” e dezenas de comentários. Encontrar dono para um animal de estimação pode ser uma questão de minutos.

Porém, quando o número de animais abandonados é muito alto, parece que associações e projetos dedicados a isto não dão conta de ajudar a todos.

#Echaunapata é uma campanha criada por uma conhecida marca de produtos para animais de estimação que tem como finalidade cuidar dos animais menos favorecidos.

A campanha foi mais um passo dado pelas organizações que compartilham fotos de animais abandonados, esperando que alguém os adote. Bem, ela não compartilha fotos no Instagram, mas pede que seus seguidores o façam.

Como funciona #Echaunapata

Pede a todos os seguidores de seu Instagram que compartilhem uma foto de seu animal de estimação. Por cada foto compartilhada, é doado um euro em alimentos para animais de estimação, que será destinado a associações como a “ANAA” e “La Madrileña”.

Esta campanha foi um sucesso, já que, no ano passado, conseguiram arrecadar 7 mil euros em comida graças aos usuários da rede social, que não pararam de compartilhar fotos de seus cães e gatos. Este ano, estima-se alcançar o número de 10 mil.

Quer ajudar? É fácil, procure #Echaunapata no Instagram e envie as fotos de seus animais de estimação. Ajudar os animais abandonados sem adotar já é possível.

Como levar o gato ao veterinário

Poucas coisas causam tanto medo aos gatos do que uma viagem ao veterinário – e o resultado, muitas vezes, é que acabam recebendo assistência médica inadequada. Estima-se que eles são levados ao veterinário menos da metade do número de vezes que os cães.
As dicas abaixo são muito mais fáceis de serem aplicadas com um gato filhote, mas também servem para gatos adultos. Para os adultos, faça tudo bem devagar e no tempo dele.

  1. O quanto antes na vida do seu gato, faça com que ele se habirue com diferentes pessoas e ambientes.

  2. Faça idas ao veterinário uma vez ou duas vezes por semana – seu gato não será examinado, mas você o dará mimos e fará com que ele se habitue com o lugar.

  3. Faça com que a caixa de transporte seja um lugar positivo – deixe-a aberta o tempo todo, cheia de camas confortáveis. Dê petiscos ao seu gato dentro dela várias vezes.

  4. Faça com que seu gato se acostume a ser tratado da maneira com que o veterinário lida com ele. Enquanto você está em casa e por apenas alguns segundos faça com que seu gato se acostume a ser segurado na nuca, tendo sua parte traseira manuseada e deitando-o com a barriga pra cima, assim ele não sentirá medo durante uma visita ao veterinário.

Frases sobre animais #3


A Lógica dos Gatos

Ao olharmos para esta foto, podemos achar que é exagerada e talvez quem pense " se tivesse fome, comia a ração toda". Eu penso o mesmo todas as manhãs. Ainda a dormir tento fazer aquelas coisas básicas que todos fazemos mas tenho 3 gatos a correr a meu lado e à minha frente. Sempre a tentar encaminhar-me para a tigela de comida preferida de cada um, desesperados e cheios de fome porque a tigela está .... meia vazia. E os vossos felinos também são assim?

Recicle e faça uma cama nova para o seu gato

Com uma t-shirt de manga comprida grande, uma almofada fofinha e uma toalha velha, pode se transformar numa cama fofinha e confortável para vossos felinos.


Porque os gatos abrem a boca quando sentem alguns cheiros?

Quando sentem determinados cheiros, principalmente da urina de outros gatos ou animais, os gatos aproximam o focinho, cheiram, cheiram e… abrem a boca. Para nós, esse é um gesto que não faz sentido algum – e nem deveria, porque o que faz os gatos abrirem a boca é algo que não temos como entender completamente: o órgão vomeronasal.


O órgão vomeronasal (ou órgão de Jacobson) fica no céu da boca e detecta compostos químicos, enviando para o cérebro do gato informações mais precisas sobre o que eles estão cheirando.

Ou seja, os gatos têm um como que um scanner no céu da boca para analisar odores. E ele é especialmente útil para detectar ferormônios, como aqueles presentes na urina.

Quando abrem a boca, portanto, os gatos estão permitindo que o ar com ferormônios chegue a esse órgão. Esse gesto é chamado reflexo flehmen e é exibido por outros animais, como grandes felinos e cavalos. Nós, humanos, temos apenas vestígios do órgão vomeronasal, e na nossa espécie, como dos demais primatas, ele aparentemente não é funcional.

Por esse motivo, é difícil sabermos o que esse órgão realmente faz e o quão importante ele é para o olfato dos felinos. É mais um segredo (quase um super poder) dos nossos peludos.

Benefícios de um cão para as pessoas idosas


Existe alguns benefícios para as pessoas idosas ao cuidar de um cão.

Está comprovado que um animal de estimação pode ser uma excelente companhia para as pessoas idosas. Embora o sentimento de solidão possa ser diminuído com a presença de um animal doméstico, é importante considerar também a responsabilidade e o cuidado que requerem.

  • Aumento do bem-estar e da vitalidade.

  • Ajuda a diminuir a sensação de abandono e de solidão dessas pessoas.

  • Facilita a comunicação com outras pessoas.

  • Ajuda a regular a pressão arterial, diminuir a ansiedade e a depressão.

  • Propicia o bom humor. O cão é alegre e transmite essa alegria, gosta de viver e de brincar com seu dono.

  • Ajuda na recuperação, quando há alguma doença.

  • A pessoa idosa terá uma rotina diária a cumprir, novas responsabilidades e eliminará o tédio e a monotonia de seus dias.

Sinais de diabetes em cães

Embora pareça uma doença exclusivamente humana, a diabetes em cães é bastante comum. Ela afeta 1 em cada 5 peludos. Se tem dúvidas de que seu amigo de quatro patas pode estar sofrendo de diabetes, leve-o ao veterinário para que ele confirme o diagnóstico e ofereça o tratamento adequado.

Como você pode saber se seu peludo tem diabetes? A não ser que realize alguns exames de forma periódica, esta doença só manifesta seus primeiros sinais quando já está bastante avançada. Dê atenção aos seguintes sinais que o seu pet pode apresentar:

  • Urina em demasia (poliúria)
  • Toma muita água (polidipsia)

  • Tem fome excessiva (polifagia)

  • Perde peso (apesar de que come, inclusive demais)
  • Desenvolve pouca atividade (letargia)

O mais provável é que um cão que tenha diabetes precise receber insulina pelo resto de sua vida. Além disso, deverá ter uma dieta adequada a sua condição e realizar atividade física de acordo com as indicações do profissional de saúde. Um peludo com diabetes pode levar uma vida normal.

Mas não se desespere. Um peludo diabético que recebe o tratamento correto tem uma esperança de vida similar à de seus congêneres saudáveis. A consulta permanente com um veterinário de confiança lhe ajudará a proporcionar ao seu animal de estimação a qualidade de vida que ele merece.

Frases sobre animais #2


Amizade entre um macaco e um cão

As amizades entre animais de diferentes espécies não deixam de nos surpreender. A história que iremos contar hoje está cheia de surpresas, lealdade e ternura. Um macaco e um cão se transformaram em mais que amigos, em uma verdadeira família.


Este macaco ultrapassou os limites da empatia e da solidariedade, disso não há dúvidas. Tudo aconteceu num parque da Índia. De repente, o macaco apareceu com um novo amigo: um cão de rua. Era apenas um filhote que o macaco adotou como se fosse um filho dele.

Ele pega em seus braços, passeia com ele, não se separa dele nem um minuto, busca piolhos e outros parasitas em sua pelagem, como qualquer mãe primata faz diariamente com seu filho. Na outra perspectiva, o cão parece não ter nenhuma intenção de se separar de sua “mãe”. Ele sabe que estará sempre bem alimentado e cuidado.

Quem vê este fenômeno descreve a relação entre eles como a coisa mais adorável do mundo.

Desde que ambos apareceram juntos, os habitantes de Erode, local onde vivem, têm se encarregado de prover alimento para os dois. Algo que certamente relaxará muito a este macaco solidário e seu amigo cão. Sem dúvida, uma vez mais, os animais nos ensinam lições sobre o significado da lealdade, da amizade e do amor, sem preconceitos e nem interesses.