Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Curiosidades sobre Boxer #3

O cão boxer possui porte médio, compacto, de figura quadrada, com ossatura robusta e pelos curtos. A musculatura é seca (pouca gordura), bem desenvolvida e definida.
A cabeça é a parte do Boxer que lhe confere o aspecto característico. O focinho, o mais largo e poderoso possível. A pele, normalmente, não apresenta rugas. 


boxer



Em sua pelagem vemos pelos curtos, grossos e brilhantes. Pode ter a cor dourada ou ser tigrado. O dourado se apresenta em diversas tonalidades, indo do vermelho escuro ao amarelo. Algumas manchas brancas podem ser aceitas sem ser considerada como falta no padrão da raça.
Os machos podem passar dos 30 quilos de peso com altura da cernelha de 57 a 63 cm. As fêmeas adultas pesam cerca de 25 quilos com cernelha de 53 a 59 cm.


 


Os cães da raça boxer estão entre os mais suscetíveis a tumores. A incidência de neoplasias nesses cães é mais alta. Também estão geneticamente sujeitos a cardiopatias e displasia coxo-femural.
Ao se adquirir um cão de criadores que forneçam certificados de saúde, aumenta-se muito as chances de ter um animal saudável e de vida longa.


 

O Pepe bebe, o Gattuso come

O Pepe a beber água e o Gattuso a comer os biscoitos da breakkies, achei giro tirar uma fotografia assim os dois juntos. Pensei não ia chegar a tempo mas lá consegui registar o momento. Na altura quando fiquei com o Tico ele virava os comedouros todos, era água espalhada no chão. E arranjei esse comedouro que é próprio para cães, feito em cimento assim não há hipótese dele virar. Assim o trio felino tem comedouros grandes a medida para que possam comer e beber a vontade.


 


Pepe e Gattuso


 

Frases sobre animais #42

frases


 

Como proteger seus animais no inverno

No inverno ou em períodos mais frios, tanto humanos quanto animais sofrem com as baixas temperaturas e com a queda na humidade relativa do ar.


Apesar de possuírem pêlos, animais de estimação também estão suscetíveis às doenças associadas às baixas temperaturas, como gripes, resfriados, doenças respiratórias e problemas articulares.


Cães e gatos podem sofrer com quedas bruscas de temperatura, com o vento e ainda com eventuais chuvas – por isso a importância de mantê-los aquecidos.


Se você tem um pet em casa, aqui vão dicas:


animais-inverno-11475135-2041-thumb-570.jpg


Ofereça abrigo e cobertores
Se o seu animal vive fora, no quintal, procure abrigá-lo em uma casinha de tamanho apropriado e aquecê-lo com roupinhas e cobertores. Especialmente durante a noite.


Caso o animal não possua uma casinha fechada, deve-se ao menos oferecer um local forrado com jornal ou papelão, com mantas e cobertores que ajudem a isolá-lo do chão frio.


 


Dê mais roupas e menos banho
Além de oferecer proteção, evite banhos frequentes nesta época. E no caso de cães e gatos peludos, procure não fazer tosquias, pois o pelo ajuda o animal a se proteger do frio.


 


Doar, doar, doar
As campanhas e associações são importantes tanto para nós, quanto para os animais abandonados e necessitados. Procure uma associação na sua zona!


Separe as roupinhas que já não servem mais no seu pet, antigas camas e casinhas. Cobertores também são bem-vindos.

Pág. 1/6