Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Erros na hora de escolher a ração do gato



Escolher pelo preço

É óbvio que não se deve escolher ração pelo preço, mas isso  é comum, principalmente quando o orçamento aperta. Só que  normalmente, quanto mais barata a ração menos proteínas da carne e mais grãos. E só para constar: grãos não fazem parte da dieta natural do gato.

Ignorar os termos Premium e Super Premium

Esses termos existem por uma boa razão: eles nivelam a qualidade do alimento. As rações Super Premium são as melhores, normalmente com uma porcentagem maior de proteína animal e mais equilibradas nutricionalmente. As Premium vêm em seguida e por fim as “normais”. Só que um outro erro comum é…

 Acreditar na embalagem

Não é porque o rótulo diz Super Premium que a ração é mesmo Super Premium. Também não é porque diz que mantém o seu gato saudável e que tem quibes recheados de carne que você pode acreditar. Só lendo as informações nutricionais para ter certeza, mas um bom indicativo é o aspecto da ração. Quanto mais seca e mais fácil de esfarelar for, pior ela é. No geral, rações Super Premium de verdade têm um aspecto úmido/oleoso e não esfarelam com facilidade.

Achar que grãos verdes são vegetais saudáveis

O verde é corante. Se fossem vegetais, seu gato provavelmente só comeria os grãos vermelhos. Rações coloridas estão entre as grandes vilãs da alimentação saudável pois são lotadas desses corantes. E corantes de cores que seu gato não enxerga, por sinal. Para ele, o vermelho, o bege e o verde se misturam no pratinho e vira tudo a mesma coisa. Além disso…

Achar que vegetais e cereais são saudáveis

Os gatos são exclusivamente carnívoros, o que quer dizer que num ambiente natural só comeriam carne e eventuais vegetais que estivessem no estômago da presa. Milho, arroz e soja são acrescentados à ração como complemento (pelas fibras, por exemplo) e enchimento (literalmente para encher o pacote) em quantidades muito acima do natural. Os gatos não precisam de tantos vegetais e não processam carboidratos como nós, então quanto mais produtos de origem animal no rótulo, melhor

 Achar que saqueta é mimo

Sachê, patê e latinhas são comida, são as chamadas rações úmidas. Não faz mal dar de mimo, os gatos amam e é uma opção saudável. Mas vale a pena inserir na alimentação regular do gato. As rações úmidas têm mais água na formulação e ajudam a manter o trato urinário dos gatos mais saudável. São ótimas para animais castrados, diabéticos e obesos. Na Europa e nos Estados Unidos, é mais comum alimentar os animais só com latinhas do que com ração seca. 

  Deixar o gato escolher

Quantas vezes você já não ouviu a frase “Eu dou essa porque ele gosta”? As piores marcas, para compensar o excesso de enchimentos e a falta de carne, são cheias de sal e aromas artificiais. Eles amam rações assim, mas elas são perigosíssimas para a saúde – principalmente para gatos castrados que podem ter problemas urinários. A mudança pode ser complicada já que muitos gatos literalmente viciam nas marcas ruins; faça a substituição de forma bem gradual e, se necessário, limite os horários de alimentação do gato para que ele fique com mais fome na hora de comer.