Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Porque os Gatos Não devem "Dar uma Voltinha na Rua"

Quantas vezes ouvimos dizer que o gato saia pra dar uma voltinha e um dia sumiu? Gatos não somem. São roubados, mortos em brigas com outros gatos ou atropelados.

Pesquisas comprovam que gatos que não tem acesso a rua vivem em média 15 anos, enquanto que gatos que dão seus passeios sozinhos fora de casa tem uma vida média de apenas 3 anos.

doencas_rua1_3101111337210.jpg

Mas os gatos se adaptam a rotina e ao ambiente e não tem necessidade nenhuma de sair. Um gato pode passar a vida toda sem ter acesso a rua e ser muito feliz e saudável.

Na rua os gatos estão sujeitos a atropelamentos, quedas, ataques de cães, brigas com outros gatos, envenenamento, acidentes e maus-tratos.

Além do alto risco de doenças como a rinotraqueite que pode ser fatal para filhotes e gatos debilitados e das doenças incuráveis e fatais para qualquer idade como a PIF(Peritonite Infecciosa Felina), FIV(Imunodeficiência Vira Felina) e FELV (leucemia Felina). Essas doenças são transmitidas apenas entre gatos, mas com muita facilidade porque basta o contato com secreções corporais como em brigas, acasalamentos ou até lambidas para que o gato se contamine.

Outra doença que causa preocupação é a toxoplasmose a qual os gatos de rua ficam susceptíveis ao caçar ratos, pombos, etc., podendo inclusive contaminar o homem.

Outro inconveniente são parasitas como pulgas, carrapatos e até sarna que podem ser trazidos da rua e infestar a casa e outros animais.

Também é importante lembrar que gatos não castrados podem se reproduzir com muita facilidade o que se torna um grande problema de superpopulação em pouco tempo.