Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Gato em perigo

Os gatos são muito curiosos e, por vezes distraídos, o que pode levar a situações de risco.

Existem produtos tóxicos que deve mesmo manter longe do alcance dos gatos.

gatos em perigo

Alguns alimentos também são impróprios para os gatos e devem ser evitados.
Conheça aqui alguns desses produtos:

 

Água com lixívia e a maioria dos detergentes.


Água da sanita. Há gatos que tentam beber a água da sanita e, por isso, deve manter sempre a tampa fechada.


Aspirina. Não dê medicamentos aos gatos sem falar com um veterinário.


Bolas de naflatina. O formato pode ser atrativo para brincar mas é tóxico.

Pasta de dentes. Se o gato precisar de lavar os dentes deve consultar o veterinário.

 

Perdeu o seu cão ou gato? Tenha cuidado, muito cuidado!

Burlões estão a usar contactos disponibilizados na Net ou em cartazes nas ruas que dão conta de animais desaparecidos. Dizem pertencer a canis e pedem pagamentos antecipados para devolver o animal e evitar o abate. Há relatos em várias cidades do país. Não pague para reaver o seu animal perdido.

Perdeu o seu cão ou gato

Perdeu o seu animal de estimação e já foi à polícia e ao canil municipal e ele não apareceu. Para muitas pessoas, o passo seguinte é espalhar cartazes pela zona onde o bicho desapareceu e pela Internet com uma fotografia do animal perdido e um contacto para alguém que o tenha visto ou recolhido poder devolvê-lo ao seu dono. O processo tem muitas vezes resultados positivos, mas está a ser usado por burlões que já enganaram pessoas em todo o país.

 

Os burlões telefonam para o contacto dos donos dos animais desaparecidos, identificam-se como sendo de um canil municipal, dizem ter o animal em sua posse e estarem prontos para o devolver a casa, mas antes pedem que seja depositada uma verba numa conta bancária.

 

A denúncia desta prática foi feita pela Câmara Municipal de Oeiras (CMO), mas existem relatos da burla em outras cidades do país.

 

Segundo um comunicado da CMO, alguns munícipes já foram alvo desta prática, com os burlões a identificaram-se como sendo funcionários do canil municipal e dizendo que a única forma de evitar o abate e conseguir a sua devolução é fazendo uma transferência bancária de determinado valor.

 

“Acontece que estes animais não se encontram no CROAMO – Centro de Recolha Oficial de Animais do Município. Trata-se, sim, de uma burla que, segundo fomos informados, está a acontecer em vários municípios do país, devendo as pessoas em causa participar a ocorrência à PSP”, revela a CMO.

 

Ana Francisco, presidente da Focinhos&Bigodes – Associação Zoófila para Protecção de Animais Abandonados e Ambiente, confirma a existência desta prática em todo o país e revela que até uma funcionária da associação já foi alvo dos burlões, embora não tenha alinhado no esquema de pagamento.

 

“Há cerca de quatro anos houve muitos relatos desta prática, mas a rede de burlões acabou por ser desmantelada pelas autoridades. Agora parece estar a voltar em força”, revela Ana Francisco.

 

Também o site Encontra-me, especialmente vocacionado para ajudar a encontrar animais desaparecidos em todo o país, aconselha a que não se faça qualquer pagamento antecipado. “Se alguém lhe ligar a pedir dinheiro em troca da devolução do seu animal ou para evitar que o seu animal seja abatido pelo canil municipal, por exemplo, trata-se de uma tentativa de burla. Nenhum canil municipal nem nenhuma pessoa honesta faria este tipo de chantagem”, dizem.

 

No site, gerido pela Associação Pelos Animais, é ainda pedido que sempre que haja uma exigência de pagamento antecipado esta seja denunciada à PSP ou GNR.

 

Para quem perder o seu animal, a presidente da Focinhos&Bigodes recomenda alguns passos que considera fundamentais: ter sempre um chip de localização no animal, participar o desaparecimento ou roubo às autoridades (PSP ou GNR), contactar os canis municipais e publicitar o mais possível nas ruas e na Internet o desaparecimento.

 

Ana Francisco diz que a publicidade online e nas ruas “continua a ter resultados muito positivos”, mas pede “todo o cuidado aos proprietários” e, acima de tudo, que "nunca façam qualquer pagamento".

 

Os responsáveis pelo site Encontra-me, onde está disponibilizado um vasto rol de aconselhamentos para quem perdeu um animal, sugerem ainda que os proprietários de animais desaparecidos “evitem encontrar-se sozinhos com alguém que afirme ter encontrado o seu animal”: “Leve um ou dois amigos consigo e marque um encontro num local público. Da mesma forma, evite andar sozinho à procura do seu animal, particularmente em locais que não lhe sejam familiares. Não convide ninguém para entrar em sua casa, a menos que conheça bem essa pessoa.”