Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

A lenda da Joaninha

Os seres humanos se identificam, de forma positiva, com a joaninha. A joaninha com seu jeito delicado e engraçado desperta um sentimento de alegria em nós.

joaninha

Há, mais de 5 mil espécies de joaninhas na Natureza.

As joaninhas mais comuns e conhecidas são as que têm casco vermelho com 7 pintas pretas (Coccinella septempunctata), existem também amarelas, laranjas, verdes e pretas.

A sua coloração chamativa espanta e afasta os predadores dela.

A joaninha vive cerca de 180 dias.

 

No folclore europeu e na simbologia católica, existe uma lenda medieval que conta que os insetos estavam infestando as plantações dos fazendeiros.

Desesperados, estes rezaram para Virgem Maria e, após isso, apareceram inúmeras joaninhas que impediram que as plantações fossem devastadas pelos parasitas.

 

De fato, joaninhas na horta protegem as plantas dos pulgões.

A joaninha é conhecida, segundo a tradição medieval, como o "besouro de Nossa Senhora."

A joanina, por isso, está associada à espiritualidade e a fé.

Curiosidades sobre porquinhos da india

As cobaias são animais medrosos e que têm muitos predadores, por isso estão sempre alertas. Portanto, elas desenvolveram a capacidade de dormir com os olhos abertos e, assim, podem acordar a qualquer momento.

curiosidades sobre porquinhos da india

Os porquinhos não podem obter a vitamina C que precisam com uma alimentação normal.

O déficit de vitamina C produz escorbuto, problemas dentários, como o crescimento anormal dos incisivos e problemas oculares, por isso é muito importante cuidar da dieta do seu porquinho.

 

Existe uma variedade de porquinhos que não possuem pelos. É a raça skinny, descendentes de um porquinho com uma mutação espontânea que a fez nascer careca em laboratório.

 

Os porquinhos da india são pequenos roedores que conseguiram viver confortavelmente em nossas casas. Saiba como seu porquinho se comunica, pois são animais muito expressivos. Não se esqueça  de cuidar bem de sua alimentação, assim você desfrutará de sua companhia por muitos anos.

 

Curiosidades sobre Chow Chow #1

O Chow Chow, assim como o Shar Pei, é uma raça que atrai pela beleza, principalmente quando jovens. Porém, também é uma raça que exige uma certa experiência do dono, devido ao seu temperamento.

chow chow

Família: Spitz, Norte (companhia)
Origem: China
Função original: Cão de guarda
Tamanho e Peso médio do macho: Alt.: 43-50 cm; Peso: 20-31 kg
Tamanho e Peso médio da fêmea: Alt.: 43-50 cm; Peso: 20-31 kg
Expectativa de vida: 8-12 anos

 

Temperamento

Com ar de dignidade, e mesmo senhorial, o Chow Chow é muito reservado. Não é muito extrovertido, mesmo com a sua família, e geralmente é muito teimoso e protetor.


Cuidados a ter

Precisa de atividade ao ar livre regular, mas não extenuante. Não se dá bem em climas quentes e húmidos. O seu pelo deve ser escovado uma vez por semana, se for do tipo liso, e todos os dias, se for do tipo áspero ou estiver em mudança de pelo.
Adaptado a Interior e exterior.


Características inatas

É um cão independente, sério e dedicado à sua família. Pode ser ligeiramente desconfiado com estranhos mas, de um modo geral, dá-se bem com outros animais domésticos.


Problemas de saúde mais comuns: Doença arterial coronária e entrópio.

A curiosidade matou o gato?

Essa frase, ligada ao instinto de caça dos gatos, tem sua origem na Inglaterra, e é usada como um alerta. Na verdade, essa frase reflete o comportamento desse animal incrível. Quantas vezes ouvimos a famosa frase “a curiosidade matou o gato”?

gato curioso

Os gatos iniciam suas aventura sem pensar em outra coisa senão satisfazer sua curiosidade. Porém, isso gera um estado de satisfação que é benéfico para a saúde mental do animal. Que lição nós queremos ensinar às pessoas? Bom, não devemos nos contentar, temos que correr riscos, mesmo que haja perigos.

 

De fato, estudos conduzidos em torno dessa frase mostraram que as pessoas que se importam menos com o “o que acontecerá se…” são mais felizes, têm melhores experiências interpessoais e melhores relações sociais.

 

A curiosidade dos gatos é algo inato que está ligado aos seus instintos. Eles adoram entrar em lugares pequenos, experimentar novas coisas, cantos ou esconderijos.

Mas, acima de tudo, gostam de ver o mundo da posição mais alta que puderem alcançar.