Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Brinquedo de corda para gatos, faça você mesmo

stringpost.jpg


 


MATERIAL


Vareta (usei um hashi, mas pode ser até um lápis)
Cordão
Cola quente (pode substituir por fita adesiva)
Guizo (opcional)


 


COMO FAZER
Passo 1


Pegue o cordão e dê várias voltas em torno de seus dedos. Quando mais abertos os dedos, mais longo vai ficar o pompom. E quanto mais voltas, mais cheio.


 


Passo 2


Tire com cuidado dos dedos, sem deixar perder a forma circular. Corte um pedaço do cordão e use para dar nós na ponta do círculo como na figura, deixe sobrar um pouco de fio para prender o guizo. Deixe espaço suficiente para formar uma alça pequena e aperte bem os nós, dando várias voltas e vários nós. Pode até colocar um pinguinho de cola, porque se algum fio soltar o gato pode acabar engolindo e isso pode causar problemas sérios.


 


Passo 3


Corte a base do pompom (do “círculo”) como na foto e penda o guizo. Agora corte um bom tamanho de fio e prenda na “alça” que sobrou em cima do pompom. Se o cordão que estiver usando for muito fino pode machucar o gato na hora da brincadeira ou se romper, então junte mais de um (eu usei o rosa e o vermelho, por ex).


 


Passo 4


Prenda a ponta do cordão longo na vareta e use a cola quente para encapá-la com a fita. (Nessa hora dei um sachê para a Vashet, não gosto que ela fique perto da cola quente). Se não tiver uma fita, você pode usar o próprio cordão, é só dar várias voltas em torno da vareta (como um arranhador).


 

Como escovar os dentes dos felinos

gato-escova-de-dentes.jpg


Não se deve utilizar escovas de dente para humanos e nem pasta de dente para humanos, pois eles podem ser tóxicos para os animais. Já existem pastas e escovas desenvolvidas especialmente para felinos.

Existem escovas e pastas de dente próprias para gatos, seu veterinário pode recomendar a marca e o modelo mais apropriados. A escova para humanos além de magoar, não age corretamente nas áreas que mais necessitam de limpeza. E as pastas de dente para gatos geralmente possuem um gosto especial que seu gato irá amar.

 

Deve começar a habituar de forma tranquila, associando o objeto com petiscos e muito, muito carinho. Fácil não é, porque gatos são mesmo rebeldes por natureza.  O ideal é fazer o bichano se habituar com a higiene desde filhote. Se ele já estiver crescido, adote esta técnica: coloque pasta no seu dedo e esfregue nos dentes do bicho, tomando cuidado para ele não ferrrar. Não se preocupe se ele engolir um pouco do produto. Não lhe fará nenhum mal. Depois de alguns dias, mais habituado com a novidade, introduza a escova.

 

Se ele for do tipo arisco peça ajuda a alguém. Enquanto um segura as patas, o outro abre a boca e faz a escovação. Aproveite para observar se a gengiva apresenta vermelhidão e inchaço, além de mau hálito. Um desses sinais já indica problema. 

 

Finja que seu dedo é uma escova de dente e devagarinho e gentilmente esfregue seu dedo no dente do gatinho, massageando. Não ponha o dedo fundo na boca dele, seja gentil e realmente simule uma escovação de dente utilizando seu dedo. Repita isso por cerca de uma semana até ele se habituar com esta prática.

 

O passo seguinte é usar uma gaze enrolada no dedo. Repita várias vezes, sempre elogiando, fazendo carinho e oferecendo petiscos. Se o animal não estiver aceitando pare e recomece mais tarde.

 


Não vá escovando com força, pois você pode machucar seu animal de estimação!

Lembre-se, vá ensinando e treinando ele devagar e tenha paciência. No começo ele não irá deixar você escovar todos os dentes.

É fortemente recomendado que pergunte ao seu veterinário para que ele lhe mostre como escovar os dentes do gatinho corretamente.

Como tirar o Gato da árvore

gato-na-c3a1rvore-08.jpg


 


Os gatos são excelentes a trepar e sobem por uma árvore bastante depressa, o problema é descer. Ai a agilidade deles não é tão boa e muitas vezes precisam da ajuda dos humanos.


 

Algumas dicas para tirar o gato da arvore



1- Evite o pânico e o acumular de pessoas que só vão assustar o gato. Com tempo, muita paciência e privacidade, o gato provavelmente vai encontrar um caminho por conta própria, a menos que esteja ferido.



2- Se várias horas passaram, tente atrair o gato para baixo, com uma lata de seu alimento favorito. Chame-o pelo nome num tom calmo e tranquilizador.

3- Coloque uma escada de madeira contra a árvore perto do gato para que ele possa descer. Deixe- o sozinho com a escada por pelo menos 15 minutos para que ele possa tentar descer por conta própria. Pode colocar o pâte na escada para o seduzir mais.

4- Se o gato está muito assustado para usar a escada, coloque luvas de trabalho e um casaco grosso para se proteger e suba a escada para recuperá-lo. Certifique-se de que a escada é estável antes de escalá-la.

5- Pegue o gato pela nuca para reduzir suas chances de ser arranhado e acalmar. (Esta é a forma  como as mães os agarram quando são bebés).

6 - Se os seus esforços apenas fizerem com que o gato vá mais para o alto da árvore, chame uma sociedade protectora local ou os bombeiros. Alguém com experiência pode resgatá-lo mais rapidamente.

Se o gato escalou a árvore para fugir de um cão, certifique- se de que ele seja removido do local para que o gato se sinta seguro o suficiente para descer.

Caixa de areia: manutenção e problemas

WC_GATO_MAXI_BEL_514b4b538efaf.jpg


 
A casa de banho do gato é o utensílio mais conhecido devido a faceta asseada dos felinos e a partida uma caixinha com areia é o suficiente para que um gato se habitue a fazer lá as suas necessidades. De preferência às casas de banho fechadas como a da imagem, o gato tem mais privacidade, não sai tanta areia para fora e não vemos o interior, se o gato não consegue entrar ou sair, tire a porta.


 


Existe areia em várias texturas, mais fina ou mais grossa, com ou sem cheiro, escolha uma e se o seu gato gosta tente não variar muito, ele pode não gostar da mudança e começar a fazer fora da caixa. Ponha a casa de banho num lugar sossegado e mantenha-a limpa, uma casa de banho limpa é fundamental, senão ele escolhe outro sítio para fazer as suas necessidades.



Quem tem mais do que um gato e em particular machos, deve ter mais do que uma casa de banho, é aconselhado uma casa de banho por dois gatos e quando existem problemas de gatos que fazem necessidades fora da caixa deve haver uma caixa por gato e as caixas devem estar espalhadas pela casa e não todas juntas.




Algumas dicas para Donos de gatos que fazem (o que não devem) fora da caixa de areia:
Solucionar este problema que afecta muitos gatos e infelizmente muitos donos chateados com o cheiro a urina não é fácil, porque os motivos que levam o gato a urinar e defecar fora da caixa de areia são muitos. O principal a fazer para solucionar o problema é entender o que se passa para o nosso querido gato adquirir um hábito tão desagradável.


 


Possíveis motivos para o problema:



O gato não aprendeu a ir a caixa ou foi habituado a fazer noutro sítio quando pequeno.
O gato não gosta da areia: por estar sempre suja, por cheirar a perfume, por fazer muito barulho, por ter pouca areia, por ser muito fina, etc.



O gato não gosta da caixa: por estar num sítio inacessível, por estar num sítio barulhento, por não ter privacidade, por ser pequena, por estar perto da comida, por ser aberta, por ter uma porta, por ter apanhado um susto enquanto estava lá.



O gato está doente (cistite) e precisa de urinar frequentemente.
O gato não gosta de partilhar a casa de banho com os outros gatos.
O gato está descontente com o dono e mostra-o fazendo noutros sítios menos apropriados para chamar a atenção para o seu problema.


 


Possíveis soluções:



Se o seu gato é idoso, vá ao veterinário para ver se ele tem algum problema no sistema urinário.
Dê atenção ao gato em especial quando acontecem alterações ou mudanças na rotina do gato (por exemplo, um gato novo)



Mantenha a casa de banho limpa, num local sossegado com privacidade, longe da comida.
Se tem mais do que um gato, tenha várias casas de banho espalhadas pela casa, pelo menos uma caixa por cada dois gatos.



Os locais sujos, normalmente carpetes e tapetes devem ser limpos com água quente e sabão azul, nunca devem ser limpos com produtos com amoníaco como a lixívia que atraem os gatos.


 


Depois de limpos, pode também borrifa-los com um perfume forte, sumo de limão, até colocar lá cascas de limão ou laranja, eles odeiam. Como última alternativa guarde-los ou cubra-os com plástico, alumínio ou fita-cola ao contrário.