Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar os nossos leitores a entender melhor os seus animais.

O que fez a Holanda ser o primeiro país sem animais de rua?

Imagine um mundo sem animais de rua? Parece utópico, mas não impossível. Entretanto, não vai ser fácil conseguir isso. Podemos dizer que a Holanda é o primeiro país sem peludos abandonados. Uma vitória alcançada sem o sacrifício de cães abandonados.

cães

A Holanda é um país pequeno, com 17 milhões de habitantes, com boas condições econômicas, com grande qualidade de vida e com políticas avançadas em termos de liberdade individual e de questões ambientais.

 

Como em outros assuntos, a Holanda também tomou a iniciativa no que diz respeito ao amparo e aos direitos dos animais. E para isso levou a fundo um trabalho conjunto entre autoridades e pessoas. Por exemplo:

 

- Endureceram leis. Maltratar um animal ou abandoná-lo tem uma multa que passa dos 16 mil euros e uma condenação de prisão de até 3 anos.


- Organizaram campanhas educativas e de conscientização destinadas a assinalar que o maltrato de animais é tão grave como agredir às pessoas.


- Esterilizações maciças e gratuitas de animais de estimação.
- Impostos altos à compra de animais de raça, para promover a adoção de peludos abandonados.

 

No final do século passado, o país aprovou uma lei de Saúde e Bem-estar Animal, que se transformou em um fator fundamental para que hoje a Holanda seja um país sem animais de rua.

 

Sophie e Sarah: as duas cadelas mais conhecidas da Holanda

ScreenShot001.jpg


ScreenShot002.jpg


ScreenShot003.jpg


As cadelas Sophie e Sarah têm oito e cinco anos, respectivamente, são inseparáveis e aproveitam o amor dos seus companheiros humanos pelas viagens para se tornarem em verdadeiras modelos profissionais – ou quase.


 


Há vários anos que as duas cadelas posam para as fotografias que Cees Bol e Hanneke van de Watering lhes “obrigam” a tirar. De acordo com os donos, Sophie é uma modelo nata – posando facilmente para qualquer câmara; enquanto Sarah tem de ser subornada para permanecer quieta.


 


“Elas são inseparáveis”, explicou ao Mail Online Cees Bol, que vive em Sibculo, na Holanda. Cees e Hanneke criaram Sophie desde pequena; quando a sua mãe teve outra ninhada, o casal adoptou também Sarah.


 


“Elas adoram-se, são amigas íntimas. Onde a Sophie está, a Sarah está. E vice-versa, fazem tudo juntas. São como gémeas”, explicou o holandês.


 


Todas as fotografias desta dupla inseparável vão parar às redes sociais, pelo que, nos últimos anos, Sophie e Sarah ganharam uma grande quantidade de admiradores anónimos. “Vivemos no campo, por isso fazemos vários passeios na floresta. Quando saímos levamo-las connosco, inclusive durante as férias, se possível”, concluiu Cees Bol, um fotógrafo amador.


 


Cees e Hanneke, aliás, conheceram-se por causa dos cães. Ele tinha um cão, ela dois. Quando Cees precisou de alguém para lhe fazer dogsitting, Hanneke acenou. O romance veio naturalmente.