Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Medicamentos naturais para animais de estimação

Embora o hábito de ir ao veterinário seja importante, existem muitos remédios naturais que podem ajudar.

cães,gatos

 

Contra a diarreia

Pode parecer inofensiva, mas a verdade é que uma diarreia não tratada pode levar à desidratação e até causar a morte do animal. Normalmente, é causada por bactérias, vírus, parasitas ou alimentos contaminados.

Caso o animal apresente febre, mudanças de humor, tremores ou sangramento, é preciso consultar um veterinário com urgência. Esses sinais podem indicar um problema mais grave.

É fundamental deixar à disposição do animal água fresca e limpa, cuidando para que ele beba o suficiente. Acrescentar algumas gotas de limão, um pouco de camomila ou folhas de hortelã, ajudará a acelerar a recuperação.

 

Constipação

O aloe vera é o componente ideal para combater a constipação e é muito fácil de dar para o nosso animal de estimação. Basta adicionar algumas gotas do gel da planta na água do nosso peludo. É possível que ele não queria beber enquanto se sentir mal, mas podemos usar uma seringa.

 

Flatulências

Em certas ocasiões, cães e gatos podem apresentar flatulências. Geralmente, elas são causadas por intolerância a algum alimento ou porque a dieta do animal é de excessiva ou de baixa qualidade. Talvez a comida ingerida não seja absorvida corretamente pelo organismo.

Algumas ervas podem ser adicionadas na água e na comida do animal e podem evitar as flatulências. Entre elas estão o anis, o hortelã, sementes de funcho e aipo.

 

Vômitos

Nesses casos, é fundamental iniciar uma dieta suave para o nosso bicho de estimação. É possível adicionar em sua água ou até na comida algumas ervas, como erva-cidreira, anis, hortelã ou gengibre.

Entretanto, leve em consideração que cada problema de saúde apresenta um tempo limite onde o animal não corre perigo. Assim, caso a condição persista, consulte um veterinário para descartar a possibilidade de algo mais grave.

Medicamentos proibidos para gatos

 Sempre recomendo aqui no blog a busca do veterinário em caso de suspeita que algo não está bem com seu gato. Falo sobre doenças e nunca recomendei remédios porque não sou veterinária. Sou uma gateira como todos vocês que visitam o blog para saber se algum sintoma é realmente grave e dar uma vida melhor para o seu gatinho com as dicas apresentadas aqui. E para mostrar a importância de procurar  um médico em caso de dúvida , vejam uma lista de medicamentos proibidos para gatos.


 


Os 8 Medicamentos mais mortais para o seu Gato

Você sabia que existem alguns medicamentos que são verdadeiros venenos, que apenas 1 comprimido é capaz de matar 25 gatos adultos, e que certamente você tem algum deles em casa?


remedio_humano_gato.jpg


Conheça agora os 8 medicamentos mais mortais para o seu gato:


1- ACETOMONOFENO (Paracetamol)


Nome comercial: Tylenol, Naldecon, Sonridor, Cimegripe, Vick Pirena, etc
Indicações: Analgésico e antitérmico de uso humano;
Causa no gato: Oxidação da hemoglobina, hemólise, insuficiência hepática;
Sintomas: Vômitos, língua e mucosas arroxeadas, dificuldade de respirar, salivação, edema, urina acastanhada, choque e morte.
Possui dose segura? Não! A dose letal é de 10mg/kg. Um comprimido possui entre 500 a 750mg de paracetamol. Ou seja, um comprimido é capaz de matar 25 gatos de 3 quilos.


 


2- IBUPROFENO


Nome comercial: Advil, Buscofem, Alivium, etc
Indicações: Anti-inflamatório, antitérmico e analgésico de uso humano;
Causa no gato: Hemorragia gastrointestinal, insuficiência renal e hepática aguda, alterações no sistema nervoso central;
Sintomas: Anorexia, vômitos, diarreia, sangue nas fezes, poliúria, polidipsia, ataxia, convulsão, coma e morte.
Possui dose segura? Não! Nenhum estudo sugere alguma dose que seja segura para gatos.


 


3- ÁCIDO ACETILSALICÍLICO (AAS)


Nome comercial: AAS, Aspirina, Coristina D, etc
Indicações: Anti-inflamatório, antitérmico e analgésico de uso humano;
Causa no gato: Hemorragia, insuficiência hepática, acidose metabólica;
Sintomas: Febre, respiração acelerada, vomito, diarreia, sangue nas fezes, convulsões, coma e morte.


Possui dose segura? Sim. Uma dose menor que 20mg a cada 48h seria seguro, porém um comprimido tem 400mg da droga, ou seja, é muito arriscado.


 


4- FENAZOPIRIDINA


Nome comercial: Pyridium, Urovit, etc
Indicações: Analgésico para cistites em humanos;
Causa no gato: Oxidação da hemoglobina, hemólise e insuficiência hepática;
Sintomas: Vômitos, dificuldade respiratória, mucosas amareladas ou arroxeadas, salivação, urina acastanhada, choque e morte.
Possui dose segura? Alguns estudos sugerem que sim, outros que não. Na dúvida, melhor evitar.


 


5- BENZOATO DE BENZILA


Nome comercial: Acarsan (humano), Matacura (cães), etc
Indicações: Tratamento tópico para sarnas e piolhos em humanos e para sarna e pulgas em cães.
Causa no gato: Alterações graves no sistema nervoso central
Sintomas: Vomito, diarreia, incoordenação, tremores, ataxia, convulsão, coma e morte.
Possui dose segura? Não!
OBS: Este é um medicamento de uso tópico. No caso do gato ingerir acidentalmente a gravidade dos sintomas e o risco de morte aumentam muito.


 


6- DICLOFENACO SÓDICO


Nome comercial: Cataflam, Voltarem, Fisiorem, etc
Indicações: Analgésico, anti-inflamatório de uso humano.
Causa no gato: Alterações da coagulação do sangue, hemorragias gastrointestinais e generalizadas.
Sintomas: Febre, respiração acelerada, vômito, diarreia com sangue, choque e morte.


Possui dose segura? Não!


 


7- PERMETRINA


Nome comercial: Advantage Max 3, Garma IGR, Defendog, Pulvex, Pulgoff, etc
Indicações: Tratamento de pulgas e carrapatos em cães e piolhicida humano.
Causa no gato: Alterações do sistema nervoso central e periférico
Sintomas: Tremores, ataxia, salivação, dilatação das pupilas, convulsão, coma e morte
Possui dose segura? Não!


 


8- DELTAMETRINA


Nome comercial: Coleira Scalibor, Pulgoff Delta, Deltacid, Escabin etc
Indicações: Tratamento de pulgas e carrapatos em cães e piolhicida humano.
Causa no gato: Alterações do sistema nervoso central e periférico
Sintomas: Tremores, ataxia, salivação, dilatação das pupilas, convulsão, coma e morte.


Possui dose segura? Não!