Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Remédios caseiros para eliminar pulgas

pulgas

 

Os produtos para matar pulgas e carraças comprados em pet shops não só são caros, como contêm químicos e substâncias que podem irritar a pele do animal. A boa notícia é que existem alternativas caseiras muito eficazes:


1. Álcool e óleo

Em um recipiente, coloque duas partes de álcool e uma parte de óleo (qualquer um que tiver em casa) e humedeça um pano. Passe pelo pelo do animal várias vezes. O primeiro dos ingredientes funciona como um antisséptico para que os parasitas fiquem “tontos”, e o segundo faz com que escorreguem e caiam no chão.


2. Camomila

Essa planta que usamos para infusões em casa pode ser de grande utilidade para eliminar as pulgas de seu cão. Prepare um chá de camomila. Molhe um algodão e aplique por toda a pele do animal. Depois desinfete a casa para não deixar rastros desses terríveis parasitas.


3. Vinagre de maçã

É um potente exterminador de pulgas e carraças (inclusive piolhos). Em um recipiente, misture uma parte de água e outra de vinagre. Mergulhe um pano limpo, torça e passe por todo o corpo do animal. Também pode usá-lo como último enxágue caso dê os banhos em casa.


4. Levedura de cerveja

Por conter vitamina B1, modifica o odor do sangue, tornando-o desagradável para os parasitas. Convém utilizar a levedura de cerveja em pó no banho de seu cão. É muito fácil: espalhe uma colher de sopa em todo o corpo do animal e esfregue com um pouco de água. Enxágue bem. Irá afastar as pulgas, além de curar as feridas provocadas por suas picadas.

 

Parasitas externos em cães e gatos no inverno

Com as baixas temperaturas, a existência de parasitas externos, como pulgas, ácaros, carrapatos ou piolhos é menor do que nos meses de calor e humidade.


No entanto não devemos descuidar da proteção do nosso animal de estimação, devemos estar alerta no combate aos parasitas externos.


pulgas-em-animais-solux.jpg


 


Os parasitas externos vivem na superfície do corpo dos cães, instalam-se nas diferentes camadas da pele. Os que mais afetam a este tipo de animais são os ácaros, as pulgas, os carrapatos, os piolhos e alguns tipos de moscas.


 


Estas diferentes espécies de parasitas externos podem prevenir-se com o uso de um bom antiparasitário. Se o teu cão tiver uma infecção com algum destes parasitas, deves levá-lo ao veterinário para que o examine e passe o tratamento mais adequado em função do parasita e da doença provocada.


 


Se já conheces os parasitas externos que há no ambiente e que podem afetar o teu animal de estimação, será mais fácil detectar a sua aparição e, por tanto, colocar o remédio adequado o antes possível. Os parasitas externos nos cães afetam de diferentes maneiras: desde um sutil desconforto e uma comichão constante até graves doenças que prejudiquem a saúde e o bem-estar do animal.


 


Existem 3 formas eficazes para proteger o teu animal de estimação contra os parasitas externos no inverno:


- Coleiras antiparasitárias. São muito confortáveis e fáceis de colocar. A sua eficácia dura entre 4 e 8 meses, e protegem contra carrapatos e pulgas.



- Comprimidos orais. Administram-se por via oral e a sua proteção contra carrapatos e pulgas é eficaz entre um e três meses.



- Pipetas antiparasitárias. Com uma aplicação sobre a pele do cão, manter-se-á a salvo de picadas de pulgas e carrapatos durante um mês aproximadamente.


 

Aumento de pulgas no verão

Foto-Google-pulgas-e-carrapatos.jpg


A estação é propícia para o aumento dos parasitas nos animais.


Que as pulgas são os vilões mais comuns que atacam nossos mascotes, não há dúvidas. E, é claro que combater estes parasitas é uma preocupação constante, ainda mais com o começo oficial do verão. Nessa época, a presença destes invasores poderá se tornar ainda mais intensa, já que as condições climáticas são ideais para a sua reprodução.


 


Manter os animais livres desses parasitas é uma missão: “Além de ameaçarem o bem-estar dos pets e a tranquilidade das famílias, as pulgas são transmissores de diversas doenças, tanto para os animais quanto para os humanos. No caso dos cães, algumas doenças transmitidas pelas carraças podem ser fatais.


 


Porém, a maneira de combater estes parasitas evoluiu e ficou mais conveniente para os donos. Aplicar sprays ou pipetas, existe uma marca de pipetas chamada eliminall para gatos muito em conta, costuma vir 3 pipetas numa caixa e custa a volta de 7 euros.



A Erliquiose ou doença da carraça, como é popularmente conhecida, é uma doença infecciosa grave de alta letalidade que causa nos animais, entre outros sintomas, febre, anemia, depressão, diarreia, edema e complicações respiratórias e circulatórias muitas vezes fatais se não tratadas a tempo.


O diagnóstico da doença é possível por meio de exames laboratoriais.