Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

De norte a sul do país há jardins zoológicos

E se aliasses ao sol do verão, aventuras ao lado de animais? De norte a sul do país há jardins zoológicos e parques aquáticos onde podes passar as férias em contacto com répteis, aves e muito mais!


girafas


Parque Biológico de Gaia
Se estás no norte do país podes visitar o Parque Biológico de Gaia. Todos os seres vivos que se encontram para fim educacional neste parque chegaram ao local com graves lesões (a maioria relacionadas com a prática de caça) irrecuperáveis. Há também muitas espécies que emigram para Gaia à procura de alimento e conforto. A cada passo que dês vais encontrar seres vivos em liberdade pelo parque: falcões, cegonhas, pavões, cágados, patos, entre outros. Há, ainda, várias exposições a decorrer todo o ano.


No final, tens a possibilidade de adotar um novo amiguinho, se prometeres cuidar bem dele e serem os melhores amigos.


Grátis até aos 6 anos; dos 7 aos 17 pagam 1€, e adultos 3€


 


Badoca Safari Park


O safari, em Santiago do Cacém, permite que estejas em contacto direto com lémures, pequenos primatas, da Ilha de Madagáscar e ameaçados de extinção. A adrenalina chega com o Rafting Africano, 500 metros de águas turbulentas.


Grátis até aos 3 anos; dos 4-10 anos: 15,90€


 


Parque Biológico


Este parque, em Vinhas, possui uma ampla variedade de vegetação e de espécies. Há passeios a cavalo, de burro e pedestres e é, ainda, possível pernoitar.


O preço de visita é grátis até aos 6 anos e dos 7 aos 18 anos custa 1,5€


 


Ornitológico


O parque Ornitológico, em Santa Maria da Feira, dá-te a possibilidade de seres tratador por um dia. Podes ainda ver várias espécies de aves, como araras, cisnes, urubus, entre outros.


Gratuito até aos 5 anos, dos 6-12: 3€; maiores de 12 anos: 4€


 


Fluviário de Mora


Este aquário público é dedicado a ecossistemas de água doce. A atividade “monstros do rio” mostra-te peixes de grande dimensão, mas é no lago que vais encontrar duas amigas lontras, cobras-de-água e ainda plantas marinhas.


Preço 3-12 anos: 4,90€; dos 13-64 anos: 7,20€


 


 

Idas à praia em segurança

Com o tempo quente a chegar, os donos vão querer a nossa companhia para passear na praia. Contudo, por mais agradáveis que sejam esses passeios, há alguns cuidados que devem ter para que as idas à praia se façam com total segurança e tranquilidade.


beach-dog-splashing-sereno.jpg


 


Na praia e com a exposição ao sol, muitos animais acabam também por sofrer de insolação, portanto os nossos donos devem levar água para o passeio e evitar as horas de maior calor, providenciando ainda sombras onde possamos descansar.


 


É também muito importante os donos lembrarem-se que vamos fazer as nossas necessidades e acautelar a sua limpeza. Nem todas as praias são indicadas para nós. De acordo com a legislação, podemos frequentar qualquer praia não concessionada, desde que não haja sinalização em contrário.


 


No entanto, durante a época balnear, que normalmente decorre entre 1 de junho a 30 de setembro, não podemos, sob circunstância alguma, frequentar praias concessionadas. A exceção a esta regra são os cães de assistência, como por exemplo os cães guia, que podem aceder a estes locais públicos.

A importância dos passeios para os Cães

passear-de-trela.jpg


 


Os cães amam passear. Eles ficam loucos quando veem a coleira, saltitam a caminhada toda na maior alegria. E, se pensarmos como eles, fica fácil entender o porquê: na rua eles têm um mundo inteiro para conhecer, cheirar, marcar, descobrir novidades, saber qual cão passou por ali antes, e coisas caninas do tipo.


 


O que é menos obvio é que passeio não é mimo. Não é igual a comprar brinquedo novo ou dar comida húmida no aniversário do peludo. Para os cães, o passeio é muito mais que isso: é uma necessidade física e mental, é uma parte importantíssima da natureza deles. Um cão que não passeia regularmente tem uma vida tão antinatural quanto um passarinho que não pode voar.


 


Agora vem a dúvida: quantas vezes por semana eles devem passear? Ou melhor, quantas vezes por semana a natureza deles pede um passeio? Bom, sete vezes por semana, é claro!


 


Os canídeos selvagens caminham todos os dias, e os nossos peludos dormem e acumulam energia todos os dias. Por isso que nossos peludos caseiros adoram tanto cheirar postes e fazer um xixizinho em cada esquina!