Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Amigos dos Animais

Este blog tem o intuito de ajudar nossos leitores a entender melhor os seus animais.

Remédios caseiros para eliminar pulgas

pulgas

 

Os produtos para matar pulgas e carraças comprados em pet shops não só são caros, como contêm químicos e substâncias que podem irritar a pele do animal. A boa notícia é que existem alternativas caseiras muito eficazes:


1. Álcool e óleo

Em um recipiente, coloque duas partes de álcool e uma parte de óleo (qualquer um que tiver em casa) e humedeça um pano. Passe pelo pelo do animal várias vezes. O primeiro dos ingredientes funciona como um antisséptico para que os parasitas fiquem “tontos”, e o segundo faz com que escorreguem e caiam no chão.


2. Camomila

Essa planta que usamos para infusões em casa pode ser de grande utilidade para eliminar as pulgas de seu cão. Prepare um chá de camomila. Molhe um algodão e aplique por toda a pele do animal. Depois desinfete a casa para não deixar rastros desses terríveis parasitas.


3. Vinagre de maçã

É um potente exterminador de pulgas e carraças (inclusive piolhos). Em um recipiente, misture uma parte de água e outra de vinagre. Mergulhe um pano limpo, torça e passe por todo o corpo do animal. Também pode usá-lo como último enxágue caso dê os banhos em casa.


4. Levedura de cerveja

Por conter vitamina B1, modifica o odor do sangue, tornando-o desagradável para os parasitas. Convém utilizar a levedura de cerveja em pó no banho de seu cão. É muito fácil: espalhe uma colher de sopa em todo o corpo do animal e esfregue com um pouco de água. Enxágue bem. Irá afastar as pulgas, além de curar as feridas provocadas por suas picadas.

 

Que doenças são transmitidas pelas pulgas?

As pulgas são prejudiciais pois injetam saliva na nossa pele, através da qual podem transmitir parasitas sanguíneos ou causar alergias graves. A dermatite alérgica à picada da pulga ocorre em gatos que sejam alérgicos uma só picada é suficiente para desencadear esta doença.


ScreenShot002.jpg


 
Causando sinais como comichão (lamber, morder, etc.), inflamação/vermelhidão da pele, feridas com crostas, falhas de pelo, pele de cor escura ou pus, mau cheiro causado por bactérias e fungos e stress devido à comichão constante. As zonas mais afetadas são normalmente o dorso, a zona envolvente da cauda, a barriga, a parte de trás das patas traseiras e o pescoço.



O Mycoplasma é o agente que infecta principalmente os gatos jovens e pode ser transmitido pela saliva das pulgas. Podemos ser portadores da doença, mas só desenvolver sintomas quando o nosso sistema imunitário está debilitado ou quando estamos infectados pelo vírus da leucemia (FeLV) ou da imunodeficiência felina (FIV). Geralmente, deteta-se febre, apatia/depressão, diminuição do apetite, mucosas pálidas/icterícia (mucosas amarelas), perda de peso e anemia.



Devido a todos os efeitos negativos que as pulgas causam, o controlo da infestação deve ser feito cuidadosamente, mantendo a utilização de produtos anti pulgas durante todo o ano, assim como a higiene dos locais onde nos encontramos.

Notícias do Gattuso

Lembram-se deste post aqui http://amigosdosanimais.blogs.sapo.pt/o-gattuso-ficou-careca-216284  que tentei descobrir a causa da falta de pelo dele? Descobri que o Gattuso tem algumas pulguinhas e é alérgico, sofre de dermatite alérgica à picada de pulga. Está cada vez mais sem pelos e algumas feridas por causa de tanto coçar e eu não sei mais o que fazer, já aconselharam ir ao vet, por coleiras anti pulgas no trio felino, pipetas....


Gattuso 01-04-17.jpg


Gattuso sem pelo 02-05-17.jpg


 


O que é a dermatite alérgica à picada de pulga (DAPP)


 


Se seu pet desenvolver esta doença, o mais provável é que se deva ao fato do seu sistema imunológico ter identificado algo nocivo para o seu organismo. É uma reação fisiológica, uma defesa perante algo que não funciona como deveria, é algo comum mesmo tendo uma boa higiene e uma vida saudável.


 


A dermatite alérgica à picada de pulga se define por uma hipersensibilidade à saliva destes insetos e pode ser provocada pela exposição a eles. Uma picada não tem que afetar um gato sem este problema, mas se seu gato tem alergia às pulgas reagirá de forma violenta e sentirá muito desconforto.


 


A reação alérgica ocorre pelas propriedades que a saliva da pulga tem quando é injetada na pele do seu gato. Os sintomas mais frequentes costumam ser do tipo cutâneo, fruto da inflamação e costumam piorar à medida que o gato se coça para acalmar a coceira, pelas feridas que se cria.


 


Os sintomas da dermatite alérgica à picada da pulga são diversos. A primeira reação causa vermelhidão, inflamação e a tendência do seu gato se lamber, se coçar e se morder. Depois destas primeiras sequelas o normal é que também sofra de uma perda de pelo por se lamber. Normalmente a alopecia ocorre na zona afetada, mas pode ocorrer também na cabeça, abdômen e patas.


 


A dermatite miliar é uma consequência da alergia à picada da pulga. A pele enche-se de escamas e crostas, nesse caso deve levar o seu pet ao veterinário para o tratar e aliviar a incômoda e dolorosa coceira. Geralmente afeta os membros posteriores e a base da cauda.


 


Se acha que seu felino tem alergia a pulgas, o mais recomendável é que vá ao veterinário. Ele indicará o melhor tratamento a seguir para aliviar os sintomas e, sobretudo, a prestar atenção aos métodos de prevenção.


 

Aumento de pulgas no verão

Foto-Google-pulgas-e-carrapatos.jpg


A estação é propícia para o aumento dos parasitas nos animais.


Que as pulgas são os vilões mais comuns que atacam nossos mascotes, não há dúvidas. E, é claro que combater estes parasitas é uma preocupação constante, ainda mais com o começo oficial do verão. Nessa época, a presença destes invasores poderá se tornar ainda mais intensa, já que as condições climáticas são ideais para a sua reprodução.


 


Manter os animais livres desses parasitas é uma missão: “Além de ameaçarem o bem-estar dos pets e a tranquilidade das famílias, as pulgas são transmissores de diversas doenças, tanto para os animais quanto para os humanos. No caso dos cães, algumas doenças transmitidas pelas carraças podem ser fatais.


 


Porém, a maneira de combater estes parasitas evoluiu e ficou mais conveniente para os donos. Aplicar sprays ou pipetas, existe uma marca de pipetas chamada eliminall para gatos muito em conta, costuma vir 3 pipetas numa caixa e custa a volta de 7 euros.



A Erliquiose ou doença da carraça, como é popularmente conhecida, é uma doença infecciosa grave de alta letalidade que causa nos animais, entre outros sintomas, febre, anemia, depressão, diarreia, edema e complicações respiratórias e circulatórias muitas vezes fatais se não tratadas a tempo.


O diagnóstico da doença é possível por meio de exames laboratoriais.